Padrasto é preso acusado de ter abusado e espancado menina de 3 anos

Uma menina de três anos morreu após dar entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Guarus, em Campos dos Goytacazes, no Norte Flumine...

Uma menina de três anos morreu após dar entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Guarus, em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense. 

Com informações via Inter TV

Reprodução

O laudo pericial apontou que ela foi vítima de abuso sexual e espancamento.

A confirmação foi feita pela delegada da 146ª Delegacia de Polícia, Madeleine Farias, na noite desta quinta-feira (1º) em uma coletiva de imprensa.

O suspeito do crime é o padrasto da criança. Ele foi preso em uma ação conjunta das Polícias Civil e Militar, na praia de Santa Clara, em São Francisco de Itabapoana, cidade vizinha, nesta quinta. A mãe também foi presa por omissão de socorro.

De acordo com a delegada, o laudo aponta que a causa da morte foi hemorragia interna causada pelo rompimento do fígado e do baço. Segundo as investigações, a menina apresentava lesões diferentes, produzidas em situações anteriores ao dia da morte.

Veja também:


A delegada ressaltou que a rapidez da equipe médica da UPA e a precisão dos relatos foi fundamental para ação rápida da polícia.

“Os peritos confirmaram, através do laudo pericial, que a menina foi abusada recentemente. Houve rompimento de hímen e fissura recente no ânus, mostrando que ela foi abusada. E, o laudo demonstra que ela foi espancada. A morte dela foi em decorrência de uma hemorragia contundente pela laceração do fígado e do baço da menina. Ou seja, ela foi espancada, a gente não sabe se com chute ou instrumento contundente, mas não há dúvidas de que ela foi abusada e espancada”, comentou a delegada durante coletiva de imprensa.

De acordo com a polícia, a mãe informou que não estava em casa porque tinha ido à mercearia, deixando a criança com o companheiro, mas ela também teria informado a enfermeira, no primeiro momento, que teria visto a filha cair no banheiro e que junto com o companheiro buscou ajuda.

“A omissão da mãe foi relevante para que esse crime acontecesse”, disse a delegada.

Segundo parentes, a menina teria sofrido uma queda dentro de casa no bairro Aeroporto, mas as versões levantaram as suspeitas da Polícia Civil.

“Verificamos que a mãe demonstrou frieza, cochichava com o companheiro durante o atendimento emergencial e inclusive não foi ao enterro da filha”, disse Dra Madeleine.

A delegada relatou ainda que a mãe teria dito que a menina começou a apresentar manchas roxas há cerca de um ano e que, perguntada se não tinha levado a um médico, a mãe disse que resolveu procurar um pediatra na última semana.

Entenda o caso

De acordo com informações obtidas pela polícia, a criança chegou ao hospital na noite de quarta-feira (31) com crise convulsiva, apresentando parada respiratória e após tentativas dos médicos em reanimar a criança não resistiu e morreu.

A polícia informou que a equipe do atendimento emergencial constatou escoriação no nariz, quadril esquerdo, face (em ambos os lados), pescoço, costas e edema temporal no lado esquerdo do crânio.

O que chamou a atenção da equipe do plantão da UPA foram hematomas espalhados no corpo da menina.

Em outra versão, o padrasto informou que deixou a enteada com um desconhecido para que essa pessoa socorresse a criança, e que só foi a UPA as 21h05. Ao ser indagado sobre o ocorrido, o mesmo informou que a criança após ir ao banheiro sozinha, caiu para trás, batendo com a cabeça no chão e entrado em crise convulsiva.

A perícia encontrou uma toalha com fezes no banheiro e de acordo com laudo do Instituto Médico Legal (IML) foi constatado estupro. A criança faria aniversário nesta sexta-feira (02).

Os dois suspeitos ficarão à disposição da Justiça em unidades prisionais.

Receba notícias do Diário Sobralense pelo Google Notícias | Facebook | Twitter | Telegram 

Related

Brasil 3493140322484065761

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook



Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item