Guarda Municipal é treinada para evitar abordagem violenta como a que ocorreu no Centro de Sobral

Pelas imagens que circulam na internet, houve exagero e abuso de poder na abordagem de um motorista que pilotava uma moto sem placa. A ocorr...

Pelas imagens que circulam na internet, houve exagero e abuso de poder na abordagem de um motorista que pilotava uma moto sem placa. A ocorrência se deu após treinamento para evitar esse tipo de truculência.

Créditos: Marcelino Junior/ Sistema Paraíso

O excesso de força usado pela guarda municipal para imobilizar um motorista que se recusava a entregar sua moto irregular contrasta com o previsto no Art. 144 da Constituição Federal, que especifica a conduta sobre a proteção de bens, serviços e instalações municipais; sendo vetadas ações, segundo os incisos §4º, §5º, e §8º, de efetuar atividades próprias de polícia; sejam elas ostensiva (militar) ou judiciária (civil ou federal), tais como investigações, abordagens (salvo ao visualizar o flagrante delito).

O que mais chama a atenção é que, nos dias 14 e 15 deste mês, a Secretaria da Segurança Cidadã (Sesec) havia realizado o Curso de Supervisão Operacional para inspetores e plantonistas da GCMS, com o objetivo de promover e atualizar o conhecimento das ações, condutas profissionais, direcionamento logístico e de pessoal no serviço diário da GCMS. Os inspetores e plantonistas são, justamente, os profissionais responsáveis por todo serviço diário da Guarda Municipal, que atua 24 horas.

A formação contou com a parceria da Polícia Civil e das secretarias da Saúde e do Trânsito e Transportes. Entre os temas apresentados, estiveram, vejam só, as Rotinas Administrativas; Lei de Abuso de Poder; Processo Administrativo Disciplinar; Gestão de Conflitos; e Plantão Policial e intervenções no trânsito.

Por volta das 8h, da sexta-feira (18), o motorista Francisco Elivânio Bastos Gomes, estacionava sua motocicleta, quando foi abordado por uma equipe de agentes de trânsito da Guarda Civil Municipal de Sobral (GCMS). Após verificada a numeração do chassi do veículo, sem placas, colhidas as informações do condutor e “ver que nada constava”, segundo o metalúrgico, um dos guardas perguntou se ele queria entregar a chave “do jeito fácil ou do jeito difícil”, e ele respondeu, que seria “do jeito difícil”, pois aguardava o reboque e não portava nenhuma arma. Daí, é iniciada uma série de ataques físicos ao condutor, que foi imobilizado com um “mata-leão”, rendido e preso.

Imagem mostra quando é aplicado um mata-leão no homem, já rendido, durante a abordagem (Imagem: redes sociais).

A ação, tida como inadequada, pelas pessoas que presenciaram o momento da abordagem, com imagens que circulam nas redes sociais, segue chamando a atenção. Foi no cruzamento da Avenida Dom José com a rua Cel. José Saboia, no Centro de Sobral, que a movimentação ocorreu.


Levado à Delegacia Municipal, Elivânio teve um Boletim de Ocorrência (BO) registrado pela GCMS contra ele, por desacato à autoridade. Inconformado, o homem buscou apoio do Sistema de Comunicação Paraíso, que apurou os fatos junto à corporação da Guarda Municipal e a Delegacia. Ambas se negaram a dar qualquer esclarecimento sobre o caso, como informa a reportagem completa.

Novo vídeo circulou nas redes, mostrando momento em que o homem liga a moto e tenta fugir, sendo impedido pelos guardas.


Siga o Diário Sobralense no Google Notícias e acompanhe as notícias do dia em primeira mão.

Related

Sobral 3991121270220073098

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook



Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item