10 sintomas iniciais de Alzheimer (sinais de demência que você não pode ignorar)

Olá! Você ou alguém da sua família anda esquecendo das coisas, esquecendo qual palavra usar, perdendo as coisas com frequência ultimamente?...

Olá! Você ou alguém da sua família anda esquecendo das coisas, esquecendo qual palavra usar, perdendo as coisas com frequência ultimamente? E você está preocupado… será que pode ser Alzheimer ou algum outro tipo de demência, ou é por falta de atenção ou mesmo pela idade?

Foto: Reprodução

 Esse é o assunto do post de hoje: quais os 10 sintomas iniciais do Alzheimer, que você deve estar atento.

 O que é demência?

A demência é uma síndrome em que há piora na função cognitiva maior do que o habitual o envelhecimento.

E essa perda não é uma consequência inevitável do ficar velho.

A demência é atualmente a sétima causa de morte do mundo e uma das principais causas de deficiência e dependência entre os idosos.

Mais de 55 milhões de pessoas vivem com demência no mundo, e quase 10 milhões de novos casos são diagnosticados por ano.

A principal causa de demência é o Alzheimer, cerca de 60-70% dos casos.

E as projeções para o futuro são sombrias:   em 2050 terão mais de 150 milhões de pessoas no mundo com demência.

O Mal de Alzheimer é uma doença terrível, com efeitos físicos psicológicos, financeiros, que não atinge apenas a pessoa com demência, mas também toda a família e também a sociedade em geral.

 Já parou para pensar o que são as nossas memórias?

São o que constituem eu ou você. Se você deleta todas as memórias de alguém o que resta é um oco, um vazio por dentro.

No começo é o esquecimento de algumas coisas, depois mais e mais coisas, de detalhes importantes, confusão, até que finalmente, você não consegue nem se lembrar de seu próprio companheiro, ou dos seus irmãos ou dos seus filhos.  Sobra uma casca, o verniz, aquele olhar de alguém que está sendo apresentado pela primeira vez, um sorriso gentil, mas vazio.

Roubando sua memória, a demência rouba tudo o que você tem - sua identidade, você não sabe quem você é, onde você trabalhou…

sua capacidade de se conectar com quem você ama, sua habilidade de se comunicar,

sua autoestima, sua dignidade,

suas funções corporais e

finalmente tira a sua vida.

A demência se inicia anos antes dos primeiros sinais e sintomas, muitas vezes décadas antes. Se você tem 40 e poucos anos, como eu tenho, você já deve se preocupar com demência. Não pense: ah, eu estou novo, isso não vai acontecer comigo. Está acontecendo. Cuide do seu cérebro! Já!

 Qual é a diferença entre a perda de memória do envelhecimento e demência?

Quando você envelhece você começa a se esquecer das coisas. Esquece de comprar coisas no supermercado e tem que fazer listas, esquece onde colocou seus óculos, suas chaves.

Mas esses esquecimentos são geralmente administráveis, não interfere muito com sua vida, não atrapalham sua capacidade de trabalhar, sua independência ou afetam o convívio com outras pessoas.

Já na demência há, além da deficiência na memória, uma piora no raciocínio, no julgamento, na linguagem e outras habilidades como números e até na visão.

A pessoa começa a piorar devagar, mas com o tempo, vai prejudicar sua capacidade de trabalhar, de se relacionar, de viver uma vida plena.

As pessoas em volta começam a reparar: a pessoa com demência começa a fazer as mesmas perguntas sem parar.  Esquece palavras corriqueiras, mistura palavras- você olha para a mesa e fala cadeira.  Demora mais para terminar as tarefas. Coloca coisas em lugares esdrúxulos- por exemplo, esquece o celular dentro da geladeira. Começa a se perder naqueles caminhos habituais, da padaria para casa. Muda de comportamento ou humor. Começa a tomar decisões erradas… Ele que sempre cuidava do seu dinheiro começa a desperdiçar.

Você percebe que vai muito além de apenas um esquecimento da idade.

Mas é só demência que causa perda de memória?

Não outras condições médicas podem alterar a memória como:

problemas no fígado,

nos rins,

na tireoide,

derrame cerebral,

tumor cerebral,

 infecções no cérebro,

 Trauma na cabeça,

alcoolismo,

efeito colaterais de algum remédio que você está tomando como antidepressivos,

carência de vitamina b12 ou de outras vitaminas e minerais.

 Quais os tipos principais de demência?

A primeira, como eu falei, Alzheimer (60-70%)

A segunda causa de demência é a demência vascular.

Como o nome sugere é por causa de danos aos vasos sanguíneos do cérebro. Causando derrames ou danificando as fibras na substância branca do cérebro.

Outra causa de demência são Corpos de Lewy- que foi a doença do ator Robin Willians

E outras, menos frequentes, Demência frontotemporal

Parkinson avançado causando demência, e outras, a lista é grande.

 O que causa o mal de Alzheimer?

Normalmente não é uma causa única. É uma combinação de idade, com fatores genéticos, ambientais e de estilo de vida.

A doença de Alzheimer é uma doença progressiva.

Dentro do cérebro criam-se placas amilóides  e emaranhados neurofibrilares, ou tau - dentro dos neurônios— um é o gatilho e outro é a bala, que resultam na perda de neurônios e de suas conexões.

Destruindo as células do cérebro e as sinapses, vai alterar a capacidade de uma pessoa de lembrar, de raciocinar e, também de viver de forma independente.

 E como o COVID-19 vem interferindo na demência?

Idosos que eram independentes faziam as coisas, iam no supermercado, viam suas comadres, iam para novenas, começaram com uma certa dependência forçada na pandemia.

Os filhos tinham que levar as compras. Não tinham mais amigos para conversar. E, realmente, vimos uma piora rápida na cognição de muitos idosos.

Somando-se a isso aquelas pessoas que pegaram o covid, podem ter ficado com o covid longo, com dificuldade de concentração, de memória, de olfato, paladar. Será que é transitório ou vai persistir?

Algumas pesquisas mostraram que o Covid pode aumentar a chance de uma pessoa desenvolver demência ou começar a apresentar os sintomas de demência mais precocemente.

 E quais os 10 sintomas iniciais do ALZHEIMER?

SINTOMA NÚMERO 10:MUDANÇAS DE PERSONALIDADE OU HUMOR

Pessoas com Alzheimer podem ter flutuação do humor e personalidade

Eles podem ficar deprimidos, confusos, desconfiados, ansiosos e com medo.

Eles começam a não dormir bem, o sono não é reparador, começam a ter insônia.

Eles podem ficar facilmente irritados com familiares e amigos, principalmente quando saem da zona de conforto.

 SINTOMA NÚMERO 9: JULGAMENTO DIMINUÍDO

Os indivíduos podem experimentar erros de julgamento ou na tomada de decisões. Pode parar de se arrumar, de tomar banho, além disso podem ter dificuldade de lidar com dinheiro e deixar de confiar nas pessoas ou mesmo, confiar demais.

 SINTOMA NÚMERO 8; PERDER AS COISAS

Uma pessoa que vive com a doença de Alzheimer pode colocar as coisas em lugares estranhos. E quando vai tentar encontrar, não consegue refazer os seus próprios passos.

Também pode acusar outras pessoas de roubo— roubaram meu caminhão — sendo que os filhos haviam vendido, especialmente quando a doença vai progredindo.

 SINTOMA NÚMERO 7: COMEÇAM A SE PERDER NO LUGAR OU NO TEMPO

Quem tem Alzheimer começa a perder a noção de datas, estações. Que mês é hoje? Que dia da semana?

Além disso pode se perder no supermercado, ou voltando para casa da farmácia. Podem esquecer onde estão ou como chegaram lá. Isso é muito característico.

 SINTOMA NÚMERO 6: PROBLEMAS PARA ENTENDER O QUE ESTÁ VENDO, O QUE ESTÁ LENDO

O Alzheimer pode levar a dificuldade de leitura, de compreensão e também levar a problemas visuais, como dificuldade para ver contraste, distinguir cores, especialmente no espectro azul-violeta além de poder ter perda de visão periférica, podendo ter problemas ao dirigir.

 SINTOMA NÚMERO 5 DIFICULDADE EM COMPLETAR TAREFAS HABITUAIS.

Pessoas com Alzheimer podem ter problemas para fazer as atividades cotidianas. se esquecem como era a receita do bolo que fazia todo sábado, também apresentam dificuldade para dirigir para um local familiar, organizar uma lista de compras ou lembrar das regras de um jogo de baralho ou xadrez.

 SINTOMA NÚMERO 4- DIFICULDADE PARA FALAR OU ESCREVER

Pessoas que tem Alzheimer podem ter problemas para manter uma conversa. Podem repetir os pensamentos várias vezes, param no meio de e não sabem onde estavam na história. Ter dificuldade de Vocabulário— como nomear um objeto sofá, cadeira, relógio. A perda semântica pode ocorrer vários anos antes do diagnóstico. Simplesmente não encontram a palavra ou trocam a palavra.

 SINTOMA NÚMERO 3- DIFICULDADE DE PLANEJAMENTO

 Pessoas com Alzheimer podem ter dificuldade de concentração e demoram mais para fazer as coisas que faziam antes. Podem, também, começar a ter problemas com números, dificuldade de controlar as contas— estouram a conta do cartão, esquece de pagar contas, de seguir um plano.

 SINTOMA NÚMERO 2- RECLUSÃO

Como a pessoa com Alzheimer começa a não compreender as conversas, começa a se perder, ela começa a se afastar do convívio social, das coisas que gostava de fazer, evitar compromissos, sentir desinteresse e fugir das obrigações sociais.

 SINTOMA NÚMERO 1 (E O PRINCIPAL SINTOMA): PERDA DE MEMÓRIA QUE ATRAPALHA O DIA-A-DIA

Um dos sinais mais comuns principalmente no início, é de se esquecer de informações que acabou de aprender.  O hipocampo é essencial para a consolidação de informações da memória de curto para longo prazo. E ele está muito prejudicado no Alzheimer.

Em seguida começam a se esquecer de datas importantes— dia do casamento, do aniversário do esposo, fazendo as mesmas perguntas e começando a deixar lembretes para si mesmos.

Essa perda de memória começa a interferir muito na sua vida. E com a progressão da doença, essa memória vai ficando cada vez mais prejudicada, até que a chama daquela pessoa, começa a se apagar.

 A doença de Alzheimer tem cura?

Por enquanto ainda não. Existem tratamentos para diminuir a progressão da doença.

Mas uma coisa importante, é O CÉREBRO PODE SER MELHORADO - APRIMORADO, mesmo em pessoas com Alzheimer. Sabia que pessoas com Alzheimer podem aprender coisas novas?

Por isso devemos parar de estigmatizar a doença e tentar sermos mais proativos. Preocupar menos com nossos genes e focar mais nas nossas escolhas, sejam elas grandes ou pequenas.

 Um exemplo disso são os 5 pilares do Staying Sharp da AARP.

1O PILAR: MOVA-SE

Mova-se. Exercícios físicos (tanto aeróbico quanto musculação) são comprovadamente benéficos para o nosso cérebro. Não fique parado. Talvez essa seja o melhor conselho de todos.

 2O PILAR: DESCUBRA

Tente fazer coisas novas. Aprender um novo idioma, começar um novo hobby. Você gosta de fotografia? Você tem uma câmera no seu celular aí. Aprenda a tirar belas fotos com ela.

Gosta de cozinhar? Não faça a mesma comida sempre. Aprenda receitas novas!

 Tenho certeza que você pode encontrar uma nova paixão, um novo ânimo na vida, mesmo que você tenha 70, 80 ou noventa anos!

 3O PILAR: RELAXE

O estresse e a ansiedade aumentam cortisol adrenalina que são terríveis para a saúde mental. Descanse, relaxe, tente meditação, yoga, passear no parque, veja a natureza, ouça músicas, faça algo agradável e que te acalme. Relaxe!

 4O PILAR- NUTRIÇÃO 

fique longe de alimentos ricos em gorduras saturadas. Coma mais frutas como abacate, verduras, menos sal que aumenta risco de derrame e aumenta lesão vascular, menos açúcar e mais azeite de oliva.

Existe uma dieta chamada de dieta "MIND", que é a conjunção da dieta mediterrânea e dash. Para quem é assíduo no canal, eu repito essas dietas muitas e muitas vezes. Tanto que MIND é abreviação de M- Mediterranean-DASH Interventor for Neurodegenerative  Delay. Estudos observacionais sugerem que a dieta MIND pode reduzir o risco de desenvolver a doença de Alzheimer em até 53%, bem como melhorar a memória verbal.

 5O E ÚLTIMO PILAR CONECTAR-SE

A socialização é imprescindível. A interação humana é crucial em qualquer idade.

Olhar no olho, abraçar, beijar, o toque, tudo isso influi positivamente no nosso cérebro, nas nossas emoções.

 E a época que estamos vivendo é péssima para a memória. Sorte que esse covid vai embora logo. Mas não deixe para amanhã. Nosso tempo é tão curto. Faça FaceTime, vídeo de WhatsApp, Skype, TEAMS.

Olhe no olho, converse, sorria. Forme memórias novas. Porque no fundo, são as memórias que formam que a gente é, que constituem você e eu.

VEJA MAIS

 Fonte: https://cardiodf.com.br/saude/10-sintomas-iniciais-de-alzheimer-sinais-de-demencia-que-voce-nao-pode-ignorar - André Wambier, cardiologista

Related

Saúde 3976309433162684867

Veja também

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook



Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item