O que é a obstrução intestinal, quadro que acomete Bolsonaro

Internado na madrugada desta segunda-feira (3) no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, após sentir desconforto abdominal, o presidente Jai...

Internado na madrugada desta segunda-feira (3) no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, após sentir desconforto abdominal, o presidente Jair Bolsonaro foi diagnosticado nesta manhã com um quadro de suboclusão intestinal, também chamado de obstrução intestinal. Os problemas intestinais têm acometido o chefe do Executivo desde a facada sofrida por ele em setembro de 2018.




Pelo Twitter, o presidente disse que começou a passar mal após o almoço do último domingo (2) e que é possível que seja submetido a uma “cirurgia de [reparo da] obstrução interna na região abdominal”.

O médico-cirurgião Antônio Luiz Macedo, que acompanha o presidente desde a facada, ressaltou que o quadro ainda é investigado e que não se sabe se uma cirurgia será necessária.

DO QUE SE TRATA A OBSTRUÇÃO INTESTINAL?

A obstrução intestinal acontece quando há um bloqueio na passagem do bolo fecal, prejudicando ou interrompendo o trânsito no intestino. O presidente já havia apresentado o problema em setembro de 2018, após passar por uma cirurgia para corrigir uma distensão abdominal.


Ao UOL, a médica gastroenterologista Elaine Moreira, do Instituto Endovitta, disse que, na ocasião da primeira obstrução intestinal, esta surgiu por causa de uma fístula, uma conexão anormal entre órgãos.

Em julho de 2021, Bolsonaro foi novamente diagnosticado com obstrução.

Também ao UOL, o cirurgião Marcos Belotto, especializado no aparelho digestivo, disse que existem pacientes que têm obstruções repetitivas.

– Isso varia, infelizmente, de organismo para organismo. Depende da alça intestinal de cada paciente – explica.

SINTOMAS DA OBSTRUÇÃO

Entre os principais sintomas registrados em pessoas com obstrução intestinal estão dor e inchaço abdominal; falta ou diminuição do apetite; náuseas e vômitos; diarreia; intestino preso; gases; febre alta (registrada apenas em casos graves).

TRATAMENTO

Ao portal G1, o médico Marcelo Borba, coordenador do Núcleo de Doenças Inflamatórias Intestinais do Hospital Sírio-Libanês, afirmou que uma cirurgia de emergência, em princípio, só é feita se houver comprometimento de circulação no intestino por causa das aderências. A intervenção primária diante do problema é o uso de uma sonda nasogástrica, a qual já foi aplicada no presidente

Os pacientes com obstrução ainda recebem medicamentos ou realizam outros procedimentos para aliviar os sintomas causados pelo problema, como, por exemplo, o uso de um tubo expansível, colocado na obstrução para facilitar o movimento do trato gastrointestinal, e medicamentos, para fazer cessar a inflamação e a dor.

 (Pleno News)

Related

Saúde 595853354899954565

Veja também

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook

Acompanhe-nos!


Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item