Laudo comprova que menina morta após tomar chá abortivo sequer estava grávida

A mãe e o pai de santo acabaram presos e o caso segue investigado como homicídio doloso Do G1 Reprodução Após 15 dias da morte da menina de ...

A mãe e o pai de santo acabaram presos e o caso segue investigado como homicídio doloso

Do G1
Reprodução

Após 15 dias da morte da menina de 12 anos que tomou um chá abortivo, o laudo do exame cadavérico comprovou que ela sequer estava grávida, de acordo com a Polícia Civil.

O caso aconteceu no dia 23 de novembro, em um terreiro no povoado Tanque, na zona rural da cidade de Joselândia, a 331 km de São Luís.

Segundo a polícia, a mãe suspeitava que a filha estaria nas primeiras semanas de gravidez e levou a criança para o terreiro, onde um homem deu uma mistura de ervas e remédios para causar o aborto. Porém, após tomar o chá, a menina passou mal e foi levada para o Hospital Municipal de Joselândia, mas já chegou na unidade de saúde morta.

Veja também:

A mãe e o pai de santo acabaram presos e o caso segue investigado como homicídio doloso, quando há a intenção de matar.

A Polícia Civil também investiga o crime de estupro de vulnerável, já que a vítima só tinha 12 anos de idade.

Receba notícias do Diário Sobralense pelo Google Notícias | Facebook | Twitter | Telegram

Related

Brasil 7577193093820979130

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook



Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item