Vídeo mostra tumulto após mulher supostamente morta 'despertar' no caixão durante o próprio velório

Rosa Isabel Cespedes Callaca, 36, foi declarada morta por engano após sofrer um acidente de carro Da Gazeta SP  Reprodução Semelhante a uma ...

Rosa Isabel Cespedes Callaca, 36, foi declarada morta por engano após sofrer um acidente de carro

Da Gazeta SP 
Reprodução

Semelhante a uma típica cena de filme de terror, uma mulher supostamente morta despertou dentro do caixão do próprio velório, um pouco antes de ser enterrada, deixando todos os parentes assustados.

Rosa Isabel Cespedes Callaca, 36, foi declarada morta por engano após sofrer um acidente de carro em Lambayeque, no Peru, no dia 25 de abril. Ela estava acompanhada dos três filhos menores, que estão internados em estado grave, e do cunhado, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Quando a mulher foi encaminhada ao hospital, os médicos confirmaram a morte aos familiares.

Ela foi colocada em um caixão para o seu funeral na terça-feira (3), mas os preparativos para o enterro foram interrompidos no momento em que as pessoas ao redor ouviram barulhos vindos de dentro do caixão. Quando o abriram, perceberam que Rosa ainda apresentava sinais vitais.

Rosa foi retirada do caixão e levada para o hospital. Os médicos rapidamente a colocaram em um suporte de vida depois que perceberam que seus sinais vitais. No entanto, poucas horas depois, ela morreu - desta vez sem novas surpresas.

O susto

De acordo com o jornal peruano El Comercio, testemunhas relataram que quando os convidados levantaram a tampa do caixão no velório, Rosa estava assustada com a situação e olhando diretamente para eles.

"Ela abriu os olhos e estava suando. Eu imediatamente fui ao meu escritório e chamei a polícia", contou o zelador do cemitério, Juan Segundo Cajo.

Perplexos com o episódio, os familiares de Rosa agora cobram explicações dos médicos do hospital onde a mulher foi encaminhada após o acidente de carro, para descobrir como ela foi declarada morta anteriormente. As autoridades locais também abriram uma investigação para apurar se, de fato, houve um equívoco por parte dos profissionais de saúde.

"Queremos saber por que minha sobrinha reagiu ontem, quando a levamos para ser enterrada", disse a tia de Rosa. "Temos os vídeos em que ela empurra e toca o caixão".

Veja também:

Por outro lado, os parentes acreditam que a causa para esse estranho acontecimento é que Rosa tenha entrado em coma logo após a batida de carro, e, como apresentava sinais vitais fracos, os médicos presumiram que ela não havia resistido. "Quando ela chegou ao hospital, tinha pulso e o que queremos saber é se ela estava em coma no momento do funeral, é nisso que acreditamos", declarou a tia.

Rosa Isabel Cespedes Callaca era dona de casa e mãe de três meninos, que se encontram internados com politraumatismo e outros ferimentos graves. Eles ainda não sabem da morte da mãe e da confusão que se desenrolou durante o velório dela.


Receba notícias do Diário Sobralense pelo Google Notícias | Facebook | Twitter | Telegram

Related

Mundo 4127449075368437741

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook



Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item