Funcionários da Santa Casa de Sobral protestam contra intervenção da Prefeitura

A intervenção da Prefeitura de Sobral na administração da Santa Casa ainda não melhorou o atendimento e criou um clima de apreensão entre os...

A intervenção da Prefeitura de Sobral na administração da Santa Casa ainda não melhorou o atendimento e criou um clima de apreensão entre os funcionários, que temem perder seus direitos.

Créditos: Edwalcyr Santos / Sistema Paraíso

Com mais de uma semana de intervenção da Prefeitura na administração da Santa Casa de Misericórdia de Sobral, os usuários ainda não perceberam mudança significativa e reclamam de alimentação sem qualidade, falta de medicamentos e e outros insumos, como luva hospitalar. Já os funcionários estão sob ameaça da perda dos direitos trabalhistas. 

Reprodução

O Sindicado dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado do Ceará (SindSaúde) promoveu mobilização contra a intervenção na sexta (7).

Os empregados da Santa Casa estão apreensivos por causa da irresponsabilidade com as verbas rescisórias, temendo que se repita o que aconteceu com o Instituto Praxis após intervenção da Prefeitura, quando foram demitidos cerca de 150 empregados, que passaram a atuar com contratos temporários e sem carteira assinada. Eles pleiteiam na Justiça o pagamento das verbas rescisórias.

Veja também:

Preocupado com isso, o sindicado convocou os empregados da Santa Casa para duas assembleias que foram realizadas nos dias 5 e 6 com o objetivo de avaliar a situação dos trabalhadores após a intervenção. Sobre um ato que estaria marcada para esta sexta-feira, às 14h, em frente à Santa Casa, a diretora regional do Sindicato, Solange Ponte, disse para o Portal Paraíso que não aconteceu por causa de uma reunião com a gestão municipal.

FALTA DE REMÉDIOS


Apesar de o Prefeito Ivo Gomes ter informado em seu perfil no Instagram a chegada de insumos e medicamentos na madrugada do sábado 1º de outubro, uma fonte de dentro da Santa Casa informou para o repórter Gegê Romão que estariam faltando “itens essenciais” para a prescrição médica diária, anestesia e para a realização de cirurgias. São analgésicos, sedativos para a anestesia, antibióticos e até soro”.

O radialista Gegê Romão informou ainda no programa “Diário Policial” da Paraíso FM, que no plantão da Santa Casa de Sobral, faltaram luvas nessa quinta-feira (6) e o almoço foi um copo de sopa com pão, além de faltar água para beber. A informação foi passada por funcionários do hospital.


O Portal Paraíso procurou a assessoria de comunicação da Secretaria de Saúde de Sobral para falar sobre a falta de insumos e e medicamentos. A assessoria informou que está em processo de transição e que está vendo caso a caso para solucionar. A pasta pediu o envio das perguntar via whatsapp, mas até o fechamento desta matéria o Portal não teve resposta.

Receba notícias do Diário Sobralense pelo Google Notícias | Facebook | Twitter | Telegram

Related

Sobral 8416858099822145781

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook



Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item