MA: Mulher morre em casa após médico afirmar que era gases e liberá-la

No dia 1° de abril, Altiane Costa Silva, de 43 anos, foi ao Hospital Municipal de Santa Helena, no Maranhão, queixando-se de fortes dores no...

No dia 1° de abril, Altiane Costa Silva, de 43 anos, foi ao Hospital Municipal de Santa Helena, no Maranhão, queixando-se de fortes dores no peito. 

Créditos: IstoÉ / Com informações do G1

O médico Ubiratan Amorim Pereira teria afirmado que se tratava de gases, prescreveu três medicações injetáveis e mandou a paciente voltar para a sua casa. Na sequência, ela morreu. Os familiares acreditam que a causa tenha sido um infarto. 

Foto: Reprodução

“A minha mãe voltou para casa porque não deixaram ela em observação. Chegando aqui, ela faleceu. Depois ela retornou ao hospital já morta e se recusaram a dar o laudo dela. Se o médico tivesse feito o trabalho dele, talvez a minha mãe não tivesse morrido”, disse Romárcio Carvalho, filho de Altiane.

“Até hoje querem dizer que foi ‘morte desconhecida’ e o médico não quer assinar o laudo da morte. Já foi para a Justiça, mas até hoje nem ele, nem o hospital dão o laudo para a gente. Para nós, ela infartou”, completou.

 VEJA MAIS
No entanto, a delegada Jéssica Ingrid afirmou que o Hospital Municipal de Santa Helena enviou o laudo da morte.

“Pedimos as informações para saber porque não fizeram a declaração de óbito no dia da morte. Ainda não podemos dizer se houve negligência, mas estamos investigando.”

O prefeito Zezildo Almeida (PTB), da cidade de Santa Helena, comunicou por meio de nota que se solidariza com os familiares de Altiane.

O G1 tentou procurar o médico Ubiratan Amorim para comentar o caso, mas ele não foi localizado.

Siga o Diário Sobralense no Google Notícias e acompanhe as notícias do dia em primeira mão.

Related

Brasil 5977699658843785522

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook



Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item