Jovem é morta por facção após gesto em vídeo no TikTok

A Polícia Civil finalizou as investigações da morte de Ellen Nascimento da Silva, de 21 anos, em Brasnorte, a 580 km de Cuiabá . O corpo foi...

A Polícia Civil finalizou as investigações da morte de Ellen Nascimento da Silva, de 21 anos, em Brasnorte, a 580 km de Cuiabá. O corpo foi encontrado no dia 22 deste mês, na zona rural do município, após três dias de desaparecimento. Segundo o delegado Eric Marcio Fantin, o crime foi cometido por membros de uma facção criminosa, que não gostaram de um vídeo que a jovem publicou no TikTok.

Siga o Diário Sobralense no Google Notícias e acompanhe as notícias do dia em primeira mão.

Foto: Reprodução

As investigações apontam que Ellen publicou um vídeo dançando e fazendo um símbolo com as mãos que teria relação com uma facção rival à dos suspeitos do homicídio. De acordo com o delegado, seis integrantes estariam envolvidos de forma direta na morte da jovem e dois deles realizaram quatro disparos.

"Quatro dos envolvidos já estão presos em flagrante por outros motivos. Já identificamos quem foram os autores diretos desse homicídio. Foram duas pessoas que deram os disparos e sabemos quem é o mandante", disse o delegado.

VEJA MAIS


Paolla Oliveira ostenta corpaço ao desfilar na Marquês de Sapucaí; vídeo

Segundo a polícia, Ellen tinha amizade e relacionamento amoroso com integrantes da facção, no entanto, não tinha envolvimento com crimes. A polícia acredita que o símbolo feito por ela durante a dança na rede social não foi intencional.

Um dos integrantes da organização disse à polícia que foi obrigado pelo grupo a ir até a casa da jovem e levá-la até o local onde ela foi amarrada. Posteriormente, a garota foi levada até a zona rural, onde foi executada, segundo a polícia. O delegado Eric Marcio Fantin disse ainda que todos serão responsabilizados e que a polícia procura os outros envolvidos no crime.

Desaparecimento e morte

A mãe de Ellen denunciou à polícia o desaparecimento dela na noite do dia 19 deste mês. A mãe disse que a jovem saiu de casa por volta de 21h e foi até a casa de um amigo. Depois, saiu de lá e não foi mais vista.

Três dias depois, um homem que trabalhava com um trator em um sítio da região disse que avistou na curva da estrada do Perobal, no município o corpo de uma mulher já em estado de decomposição. Após a perícia, a vítima foi identificada e também foi reconhecida pelo pai dela. O corpo tinha marcas de tiro pelo corpo e estava com as mãos amarradas.

(G1)

Related

Brasil 4108485775685140985

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook



Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item