Falta de viaturas no Conselho Tutelar de Sobral dificulta trabalho dos conselheiros

O problema começou a partir de 2020, quando a Prefeitura passou utilizar o aplicativo Ocupacar, um sistema de compartilhamento de veículos q...

O problema começou a partir de 2020, quando a Prefeitura passou utilizar o aplicativo Ocupacar, um sistema de compartilhamento de veículos que disponibiliza apenas dois carros para os dez conselheiros.

Créditos: Edwalcyr Santos / Sistema Paraíso

Foto: Reprodução

O Conselho Tutelar de Sobral, de acordo com reclamações de alguns conselheiros, está passando por um problema que pode ter consequências graves. O Portal Paraíso recebeu informações de que os agentes não têm carros suficientes para atender a demanda de ocorrências. O problema começou a partir de 2020, quando a Prefeitura passou utilizar o aplicativo Ocupacar, um sistema de compartilhamento de veículos, que os conselheiros têm que usar para solicitar um carro e apenas dois veículos são disponibilizados por dia para os dez agentes do município.

“Não temos carro porque no ano de 2020 o prefeito leiloou os três carros: um gol doado pelo BNDS, uma Spin doada pelo Governo Federal e um Fiesta doado pelo Selo Unicef. A gente tinha três carros e só era cinco (conselheiros) e não dava conta e agora somos 10 e apenas dois carros. Se pedirmos o terceiro por uma urgência eles não mandam”, disse um dos agentes que pediu para não ser identificado.

O Ocupacar funciona como uma espécie de Uber que o Conselho Tutelar tem que solicitar através do aplicativo e, de acordo com as informações passadas para o Portal Paraíso, além de apenas dois carros disponíveis, a solicitação passa ainda pela avaliação da Secretaria do Trânsito e Transportes (Setran), para a liberação do veículo. Caso a Secretaria entenda que não é de urgência a solicitação não é atendida.

“Quando o Conselho recebe uma denúncia, eu tenho que entrar no aplicativo e solicitar o carro, tenho que aguardar eles aprovarem e eles é quem determinam se a denúncia é urgente ou não. Se eles determinarem que a denúncia não é urgente eles não liberam o carro e então a gente passa o dia aqui sem carro violando o direito da criança. Á vezes atendemos ocorrências em viaturas da Polícia Militar por falta de transporte.” afirmou ainda o conselheiro. A equipe do Portal Paraíso flagrou um conselheiro saindo para uma ocorrência em uma viatura da Polícia Militar.

Ainda de acordo com o conselheiro, no final de semana ficam dois agentes de plantão, mas a partir da meia noite o veículo fica trancado na garagem da Prefeitura. “Já encaminhamos denúncia para o Ministério Público e para o disk 100 (aplicativo móvel dos Direitos Humanos do Brasil) e em todo lugar que você possa imaginar, já denunciamos”.

VEJA MAIS

De acordo com o conselheiro as salas disponibilizadas para o Conselho Tutelar são muito confortáveis para os agentes, mas o órgão não deveria funcionar no prédio da Defensoria Pública. O agente disse que a moça do acolhimento fica em um lugar inapropriado para receber as denúncias. “Não é em uma sala fechada e quem chegar para relatar um caso de estrupo, todas as pessoas que estão esperando atendimento ouvem”. O Portal Paraíso entrou em contato com Igor Sales, coordenador do ‘ocupacar’ que não quis falar sobre o caso e passou para a assessoria de comunicação da Setran que não atendeu as ligações e não respondeu as mensagens enviadas via whatsapp.

Siga o Diário Sobralense no Google Notícias e acompanhe as notícias do dia em primeira mão.

Related

Sobral 4235539141052479391

Veja também

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook

Acompanhe-nos!


Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item