Aneel aprova aumento de 24,88% nas tarifas da Enel Ceará a partir de sexta, 22

A partir do dia 22 de abril deste ano, próxima sexta-feira, a conta de luz dos cearenses aumentará em média 24,88%. O reajuste nas cobranças...

A partir do dia 22 de abril deste ano, próxima sexta-feira, a conta de luz dos cearenses aumentará em média 24,88%. O reajuste nas cobranças feitas pela Enel Ceará foi aprovado pela Agência Nacional da Energia Elétrica (Aneel) em reunião extraordinária na manhã desta terça-feira, 19.

Siga o Diário Sobralense no Google Notícias e acompanhe as notícias do dia em primeira mão.

Foto: Reprodução

Alta representa mais do que o dobro do percentual esperado pelo Sindicato das Indústrias de Energia e de Serviços do Setor Elétrico do Estado do Ceará (Sindienergia) que estimava de 11%.

Os reajustes são questionados pelo Conselho de Consumidores da Enel Ceará que pondera, entre outras questões, problemas na qualidade do serviço prestado pela distribuidora e o aumento expressivo do lucro líquido da empresa nos últimos dois anos.

O pleito requerido pela Enel era de um reajuste de 30,41%, porém, percentual foi amortecido por ações da Aneel, que incluem a utilização de recursos de fundos do Pis/Cofins como subsídios para reduzir pedido de alta.

Após deliberação da relatoria com a Enel, os aumentos percentuais aprovados foram:

Aumento de 24,18% para grupo A, consumidores de alta tensão com grande demanda de energia, como indústrias
Aumento de 25,12% para o grupo B, consumidores de baixa tensão, em geral residências e pequenos negócios,

Aumento de 24,66% para imóveis residenciais com baixo consumo

Consumidores questionam aumento aprovado na conta de luz no Ceará

Antônio Erildo Lemes Pontos, presidente do Conselho de Consumidores da Enel Ceará fez uma participação durante a votação, pedindo o apoio da Aneel para avaliação do aumento posteriormente aprovado. "Temos uma extrema preocupação com relação a ao aumento votado na reunião de hoje", pontua Antônio.

Ele questiona que ainda em 2021, o reajuste tarifário da Enel foi de 8,95%, "quase o dobro do IPCA e, neste ano, o aumento é de quase três vezes o IPCA, que é a inflação real aos consumidores", argumenta ao destacar uma insatisfação geral dos consumidores.

"Fica difícil para qualquer consumidor aceitar e entender aumentos tão pesados e consecutivos, principalmente vindo de uma empresa que tem deixado muito a desejar no serviço prestado", complementa.

VEJA MAIS
O Conselho questiona ainda o salto do lucro da companhia, que ficou na casa dos 84% na passagem de 2020 para 2021, em meio à crise hídrica, somando um lucro líquido de R$ 489 milhões em 2021, enquanto em 2020 foi de R$ 265 milhões.

Por sua vez, a Enel Ceará destaca que realizará uma coletiva de imprensa ainda na manhã desta terça-feira, 19 de abril, para comunicar a sociedade em geral sobre os motivos e a necessidade do reajuste. Para Antônio, o aumento irá gerar prejuízos para a distribuidora: "Acredito que haverá um grande aumento de inadimplência e de furto de energia", argumenta ao destacar que o não aumento real do salário mínimo e a disparada generalizada de preços irão exacerbar a insatisfação dos consumidores com a Enel.

Com informações do portal O Povo

Related

Ceará 27612653191627205

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook



Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item