Prefeitura de Sobral invadiu propriedade privada no Jordão, diz padre Assis

Padre Assis Neto, vigário da Paróquia Nossa Senhora da Saúde no distrito do Jordão, em Sobral, fez uma postagem em seu perfil no Facebook, n...

Padre Assis Neto, vigário da Paróquia Nossa Senhora da Saúde no distrito do Jordão, em Sobral, fez uma postagem em seu perfil no Facebook, na manhã dessa quarta-feira (23), acusando a Prefeitura de Sobral de invasão de propriedade. De acordo com padre, o Poder Executivo sobralense iniciou obras em propriedades da Paróquia sem apresentação de projetos ou autorização por parte da entidade.


Na postagem o padre afirma que não é contra projetos que tragam benefícios para a comunidade, mas que sejam feitos nos trâmites legais e acrescenta que “o contrário disso é invasão de propriedade e tem suas penalidades”. Padre Assis Neto estava em Sobral quando foi informado que funcionários da Prefeitura estavam quebrando o patamar da Capela de São Sebastião na localidade de Sítio Jardins e teve que retornar para o distrito.

“Ao chegar, vejo 3 funcionários públicos quebrando todo o patamar. Perguntei pelo responsável do serviço, e me disseram que não estava. Pedi para parar até a apresentação do projeto e a apreciação pela paróquia e pelo setor de Patrimônio da Diocese” disse o sacerdote. Mesmo depois de ter recebido o pedido para parar a obra, os funcionários continuaram os trabalhos, e padre Assis Neto teve que intervir e esperou que todos os trabalhadores saíssem do local.

O sacerdote disse ainda que o mesmo aconteceu na Capela de Santo Antônio no Sítio do mesmo nome. “Acionei o advogado do Setor de Patrimônio da Diocese, e o serviço foi interrompido” afirma o padre. Dois dias depois, de acordo com o pároco, o secretário de Infraestrutura, David Bastos, foi até à casa paroquial e, prontamente reconheceu o erro, pediu desculpas e se comprometeu a refazer o que foi quebrado.

De acordo ainda com o sacerdote, no Sítio Sant´Ana, no terreno da Capela da localidade foi construída uma praça matando todo o espaço onde se realizava as missas campais da festa de Santana. “Oficiamos a Secretaria de Infraestrutura, e a mesma teve que refazer o projeto adequando o espaço às necessidades da detentora do terreno. Isso não é divulgado! Apenas é ‘vomitado’ que é o padre que não deixa. Acho que os responsáveis por essas obras precisam passar por uma reciclagem” afirma padre Assis Neto.

VEJA MAIS





Na postagem o sacerdote diz que em janeiro deste ano falou que podiam fazer “uma coisa decente”, mas que fosse apresentado o projeto para apreciação do setor de patrimônio da Diocese. No final, em caixa alta, padre Assis Neto destaca:

“SÓ UM DETALHE: SÍTIO JARDINS NUNCA TEVE PRAÇA. NO MÊS DE JANEIRO COLOCARAM DOIS BANCOS NO PATAMAR DA CAPELA E PINTARAM DE SUPER CAL BRANCO E DISSEREM QUE ERA REFORMA DA PRAÇA. MENTIRA! COMO PODE REFORMAR UMA PRAÇA QUE NUNCA EXISTIU! AGORA SERIA O QUÊ? REFORMA DA REFORMA DA PRAÇA INVISÍVEL DO SITIO JARDINS. Será que estão pegando a onda das UTIs fantamas novamente?


E OUTRA…AGORA MESMO QUE NÃO VAI TER NOSSA AUTORIZAÇÃO PARA FAZER ESSE TIPO DE COISA NO PATAMAR DA CAPELA. AGORA PROCUREM UM TERRENO NO SITIO JARDINS, FAÇAM A COMPRA E CONSTRUAM UMA PRAÇA DIGNA. FAÇAM UMA OBRA DE RESPEITO! FAÇAM UMA PRAÇA COM ACADEMIA DA SAÚDE, BRINQUEDOTECA E OUTROS RECURSOS. COMUNIDADE MERECE!” Finaliza.

Fonte: Edwalcyr Santos / Sistema Paraíso

Siga o Diário Sobralense no Google Notícias e acompanhe as notícias do dia em primeira mão.

Related

Sobral 2660385888367715584

Veja também

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook

Acompanhe-nos!



Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item