Homem mata ex-mulher por não aceitar fim de relacionamento, em Fortaleza

Maria da Paz Soares Rodrigues de Sousa, 30 anos, já havia denunciado o ex-marido e tinha uma medida protetiva para que ele não se aproximass...

Maria da Paz Soares Rodrigues de Sousa, 30 anos, já havia denunciado o ex-marido e tinha uma medida protetiva para que ele não se aproximasse dela. No entanto, por diversas vezes, a medida foi descumprida.

Foto: Reprodução

Uma empregada doméstica foi morta a facadas neste domingo (13) pelo ex-marido que não aceitava o fim do relacionamento entre eles. O feminicídio ocorreu na casa da vítima no Bairro Jardim das Oliveiras, em Fortaleza. A Polícia Civil faz buscas para capturar o criminoso, que fugiu e desde então está desaparecido.

Segundo uma amiga da vítima, Maria da Paz Soares Rodrigues de Sousa, 30 anos, já havia denunciado o ex-marido e tinha uma medida protetiva para que ele não se aproximasse dela. No entanto, por diversas vezes, a medida foi descumprida.

Em outras situações, ainda segundo a amiga de Maria da Paz, o criminoso chegou a agredir a vítima, que já estava separada dele há cerca de cinco anos. Tudo era motivado pela não aceitação do término do relacionamento. Em uma das situações, Maria da Paz saía do trabalho quando foi perseguida pelo ex-marido. Ele chegou a cortar o cabelo dela com uma faca e desferir golpes no seu corpo.

VEJA MAIS


O crime

Segundo familiares, o suspeito do crime foi até a ex-mulher pedir, novamente, para que eles reatassem o relacionamento. Maria da Paz, no entanto, não aceitou e o homem invadiu a casa dela dizendo que ia pegar a televisão. A vítima foi atrás e, novamente, o suspeito pediu para voltar.

Quando descia a escada de casa, Maria da Paz foi puxada pelo ex-marido, que começou a esfaqueá-la.

A vítima recebeu três golpes de faca, sendo duas no peito e uma na costela. Ela foi levada para uma unidade hospitalar e chegou a passar por procedimento cirúrgico, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Em nota, a Polícia Civil afirma que apura as circunstâncias do feminicídio através da Delegacia de Defesa da Mulher de Fortaleza. Um inquérito policial por portaria foi instaurado com o intuito de investigar o caso. 

Diligências estão em andamento.

Fonte: G1CE

Related

Ceará 6378090158318732161

Veja também

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook

Acompanhe-nos!



Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item