Tragédia em Brumadinho: Governo de Minas confirma nove mortos e cerca 300 desaparecidos

Ao todo, havia 427 pessoas no local, sendo que 279 foram resgatadas vivas Bruno Rosa, da Agência O Globo As equipes de resgate qu...

Ao todo, havia 427 pessoas no local, sendo que 279 foram resgatadas vivas

Resultado de imagem para Governo de Minas confirma nove mortos e cerca 300 desaparecidos em Brumadinho

Bruno Rosa, da Agência O Globo
As equipes de resgate que atuam na área do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho já resgataram nove corpos, segundo informou em nota o governo de Minas Gerais. Ainda não há a identificação das vítimas fatais. Foram retiradas nove pessoas com vida da lama e cerca de 100 pessoas ilhadas foram resgatadas. O governo informa que, segundo dados transmitidos pelo representante da Vale ao governador Romeu Zema, havia 427 pessoas no local, sendo que 279 foram resgatadas vivas. Cerca de 300 pessoas desaparecidas, no momento, com vinculação à empresa ou próximas da região da barragem.  Bombeiros já solicitaram o nome dessas pessoas à empresa.
O governador Romeu Zema, acompanhado do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, foi para o local do rompimento das barragens.  em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O acidente em Brumadinho ocorre três anos depois da tragédia em Mariana , também em Minas, que deixou 19 mortos.
O governo informou ainda que cerca de 100 bombeiros estão no local e o contingente será dobrado a partir desta madrugada. Um posto de comando foi montado em uma faculdade de Brumadinho e será mantido pelos próximos dias. Um número 0800 para envio de informações sobre pessoas desaparecidas na região será criado.
Em entrevista, o presidente da Vale, Fabio Schvartsman, disse que havia 300 funcionários no local no momento da tragédia. A maioria dos atingidos é formada por funcionários próprios e terceirizados. A barragem tinha baixo risco de acidente, mas alto potencial de danos , segundo documento da Agência Nacional de Águas.
O presidente da empresa disse que ainda não há informações sobre o que provocou o acidente. E que os esforços estão concentrados agora no resgate das vítimas. Ele confirmou que a Barragem I se rompeu, e o vazamento fez com que uma outra barragem da Vale, ao lado, transbordasse.
- Estou dilacerado. Minha intenção é ir diretamente para lá - disse Schvartsman. - Não sabemos o que houve, e vamos nos dedicar com energia para descobrir o que foi, em seu tempo. Mas agora o que importa é ajudar no resgate.
De acordo com o executivo, o acidente aconteceu no horário do almoço. O restaurante da companhia no local foi soterrado e o prédio administrativo também foi atingido. Segundo ele, 100 pessoas já foram localizadas.
O executivo citou a tragédia de Mariana, que aconteceu há três anos.
- Dessa vez é uma tragédia humana; possivelmente o dano ambiental será menor. Mais cedo, o presidente da Vale havia dito: " 'Como dizer que aprendemos algo com Mariana? ".
Schvartsman afirmou ainda que a companhia está montando um grande esquema de assistência na região, com um gabinete de crise e todos os diretores envolvidos.
- Mobilizamos 40 ambulâncias que tínhamos na região. E estamos mobilizando hospitais públicos e privados no local. Montamos três centros de atendimento a vítimas na região e montando assistência social para as vítimas.
Segundo a Copasa, não há risco de desabastecimento de água na Região Metropolitana da capital. São cerca de 2 mil pessoas sem energia no momento e a Cemig trabalha para retomar a ligação elétrica na área. Mas há cinco torres de iluminação para auxiliar os trabalhos de salvamento durante a madrugada. Mais informações a qualquer momento.

Related

Brasil 3465151368459984048

Links indicados

CURTA NOSSA PÁGINA

total de visualizações

SIGA-NOS

Seguir por Email

sites indicados

Seu site de notícias
item
http://go.oclasrv.com/afu.php?zoneid=2028681