Último suspeito de ter esfaqueado fisioterapeuta é preso

Namorado da vítima é apontado como mandante do crime; mulher conseguiu sobreviver Redação iBahia O último suspeito de envolvimento na t...

Namorado da vítima é apontado como mandante do crime; mulher conseguiu sobreviver

Redação iBahia
O último suspeito de envolvimento na tentativa de feminicídio contra a fisioterapeuta Isabela Oliveira Conde, de 36 anos, foi preso na tarde desta quinta-feira (14).  A vítima recebeu mais de 60 golpes de faca de dois homens que estavam dentro de um carro com ela e o namorado, sendo ele o mentor do crime. Ele já está preso.
Foto: Reprodução
Alex teve mandado cumprido em Simões Filho. O comparsa dele, Adriano Santos foi preso também nesta quinta (14), no bairro de Brotas. A prisão temporária da dupla foi solicitada pela titular da especializada, delegada Simone Moutinho, após serem identificados como os homens contratados por Fábio Barbosa Vieira para atacar sua namorada.

De acordo com as investigações realizadas pela Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam/Periperi), Fábio contratou a dupla para matar sua namorada após perceber que ela terminaria o relacionamento com ele. 

“A vítima foi atacada no próprio carro, com mais de 60 golpes de faca, mas resistiu e foi socorrida para o Hospital do Subúrbio”, explicou a delegada Simone Moutinho.

O mandante do crime foi preso em flagrante no mesmo dia e permanece no sistema prisional. Ele também irá responder por tentativa de feminicídio.

Homens foram contratados pelo namorado da vítima para matá-la (Foto: divulgação/Polícia Civil)
Entenda o crime
No dia 28 de fevereiro, a fisioterapeuta entrou em um carro onde estava ao namorado e mais dois homens que começaram a esfaqueia-la. Ele recebeu mais de 60 golpes de faca. Após o ataque, a vítima foi jogada em acostamento da BR-324, no trecho de Simões Filho.

Em entrevista ao G1, uma das irmãs da vítima disse que Isabela, que tem uma filha de 16 anos, está internada e ainda se recupera das lesões. Ela relatou também que a irmã só conseguiu sobreviver porquê se fingiu de morta.

ATENÇÃO: IMAGENS FORTES
Foto: Reprodução
"Ele [Fábio] foi buscar ela [Isabela] no trabalho, ela é fisioterapeuta de um hospital. Quando ela entrou no carro, dois homens estavam no banco de trás. Ela perguntou quem eram os homens e ele disse que eram dois amigos dele. No caminho ela achou estranho, mas seguiu no carro. [Ainda no carro] os dois homens começaram agredir ela, e Fábio continuou dirigindo, dizendo que era para parar só quando ela estivesse morta. Então, ela se fingiu de morta e eles jogaram ela na BR", relatou Iracema ao G1.

Ao G1, Iracema disse que os médicos informaram que a vítima foi agredida com mais de 60 facadas. Ela disse ainda de que forma a irmã foi socorrida.

"Depois que jogaram ela do carro, ela foi caminhando até a pista e pediu ajuda. Um caminhoneiro e o motorista de um ônibus não pararam, com medo, mas dois casais que estavam em um carro ajudaram ela. Quatro anjos de Deus. Minha irmã é muito forte", contou ao G1.
A irmã de Isabela contou ainda que a fisioterapeuta e o namorado não estavam bem e que Fábio já apresentava um relacionamento agressivo. "O relacionamento deles não ia bem. Ela já tinha tentado terminar, mas ele pedia para voltar. Ela ficava com pena e voltava. Na nossa frente ele nunca tinha demonstrado nenhum comportamento agressivo, era tranquilo", disse.

Related

Brasil 4320192544058648870

Destaques da semana

CURTA NOSSA PÁGINA

Mais de 3 milhões de visualizações

SIGA-NOS

Seguir por Email

SOBRAL NET

SOBRAL NET

R DIAS

R DIAS

Elite Educação

Detetive Particular em Sobral - Telefone: 088-99803.7304

Links indicados

loading...
item
http://go.oclasrv.com/afu.php?zoneid=2028681