Idosa descobre que carregou bebê calcificado no ventre por 56 anos | Diário Sobralense News

Idosa descobre que carregou bebê calcificado no ventre por 56 anos

Fenômeno conhecido como litopedia é raríssimo na Ciência Créditos: Pleno News Exames constataram a presença do feto no abdômen da paciente F...

Fenômeno conhecido como litopedia é raríssimo na Ciência

Créditos: Pleno News

Exames constataram a presença do feto no abdômen da paciente Foto: Reprodução

Um caso intrigante surpreendeu médicos do Hospital Regional de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul. Uma mulher de 81 anos chegou à unidade hospitalar com fortes dores abdominais e acabou por descobrir que manteve um feto calcificado no abdômen, sem saber, durante 56 anos.

De acordo com informações do portal G1, a paciente deu entrada na unidade de saúde no último dia 14 de março e foi submetida a exames que concluíram que ela sofria de uma infecção urinária. Uma tomografia 3D, contudo, também revelou a existência de um feto calcificado, uma condição raríssima chamada litopedia.

O fenômeno ocorre quando o óvulo fertilizado se posiciona fora do útero, gerando uma gravidez abdominal não reconhecida pelo organismo. Dessa forma, o feto morre e acaba passando pelo processo de calcificação, podendo causar problemas de saúde futuros.

Leia também:


Ao constatar o caso, a equipe médica submeteu a idosa a uma cirurgia para a retirada do feto. Posteriormente, a paciente foi levada à Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde permaneceu até o dia 15 de março, quando foi a óbito.

O secretário municipal de saúde da região informou que no laudo consta que a mulher morreu devido a uma infecção generalizada.


Receba notícias do Diário Sobralense e fique por dentro de tudo!

Escolha a sua comunidade:
 WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
 Entrar no Grupo
 
TelegramEntre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo

Related

Brasil 8003025377420134984

Destaques da semana

Links indicados

item