China está cavando buraco de 10 mil metros para chegar ao sistema cretáceo | Diário Sobralense News

China está cavando buraco de 10 mil metros para chegar ao sistema cretáceo

O buraco terá uma função cientifica de identificar recursos minerais e avaliar o risco de terremotos e erupções vulcânicas Créditos: Olhar D...

O buraco terá uma função cientifica de identificar recursos minerais e avaliar o risco de terremotos e erupções vulcânicas

Créditos: Olhar Digital

Imagem ilustrativa. O buraco escavado na China, será muito maior que esse (Credito: Milan Sommer/ Shutterstock )

Cientistas começaram a cavar um dos buracos mais profundos da Terra na Bacia de Tarim, Região Autônoma Uigur de Xinjiang, na China. A escavação que começou nesta quarta-feira (31) tem como objetivo identificar recursos minerais e ajudar a avaliar riscos ambientais, como erupções vulcânicas e terremotos.

O buraco atingirá cerca de 10 mil metros de profundidade, o mais profundo já feito na China. Será escavado cerca de 10 camadas até que sejam alcançadas as rochas do Período Cretáceo, na camada conhecida como Sistema Cretáceo, formado a cerca de 145 milhões de anos atrás.

O buraco mais fundo

Mesmo que pareça extremamente profundo, esse não será o maior buraco do mundo feito pelo homem. Esse posto pertence ao Kola Superdeep Borehole, na Península de Kola, na Rússia, escavado desde 24 de maio de 1970 até depois do fim da União Soviética, em 1991, chegando até 11034 metros abaixo do nível do mar.

Durante a escavação foi percebido que as rochas nas profundezas da Terra eram mais úmidas do que se esperava, já que se acreditava que a água não permeasse tão profundamente. Também era esperado que abaixo do granito existisse uma camada de basalto, assim como na crosta oceânica. No entanto, abaixo do granito ígneo, existia granito metamórfico, uma evidência das existências das placas tectônicas, que na época eram somente teorias.

No entanto, cavar buracos tão profundos não é tão simples assim, além do material pesado, com cerca de 2 mil toneladas, também é necessária muita técnica.

A dificuldade de construção do projeto de perfuração pode ser comparada a um grande caminhão dirigindo em dois cabos de aço finosSun Jinsheng, engenheiro, em resposta à agência estatal chinesa Xinhua

Para quem pensa que o buraco russo, ou o chinês, que será construído, conseguiu atingir o manto da Terra, não se empolgue. Em média a crosta terrestre tem cerca de 30 mil metros de espessura, podendo chegar até 100 quilômetros em locais com cadeias montanhosas.

Receba notícias do Diário Sobralense pelo Google Notícias | Facebook | Twitter | Telegram

Related

Mundo 2079471650465992907

Destaques da semana

Rádio Ao Vivo!

SIGA-NOS

item