NASA alerta para fenômeno que pode ameaçar a vida de planetas como a Terra | Diário Sobralense News

NASA alerta para fenômeno que pode ameaçar a vida de planetas como a Terra

De acordo com um novo estudo, explosões de supernovas poderiam provocar eventos de extinção em massa Créditos: history.uol.com.br  (Imagem: ...

De acordo com um novo estudo, explosões de supernovas poderiam provocar eventos de extinção em massa

Créditos: history.uol.com.br

 (Imagem: NASA/CXC/Univ. of Illinois/I. Brunton et al.)

Usando dados do Observatório Chandra da NASA, astrônomos identificaram uma nova ameaça à vida em planetas como a Terra. Segundo eles, raios-x resultantes de supernovas (estrelas que explodem) podem afetar planetas distantes de modo devastador. O novo estudo aponta que o fenômeno poderia provocar extinções em massa em mundos habitáveis.

Torrente de raios-X

O estudo é baseado em observações das consequências da emissão de raios-X de 31 supernovas. As análises mostram que os planetas localizados a até 160 anos-luz de distância podem ser submetidos a doses letais de radiação provenientes dessas explosões estelares. A Terra não está em perigo de tal ameaça hoje porque não há potenciais estrelas que se tornarão supernovas dentro desta distância, mas nosso planeta pode ter experimentado este tipo de exposição a raios-X no passado.

Supernovas
Supernovas observadas no estudo (Imagem: NASA/CXC/Univ. of Illinois/I. Brunton et al.)

“Se uma torrente de raios-X varrer um planeta próximo, a radiação alteraria severamente a química atmosférica do planeta”, disse Ian Brunton, da Universidade de Illinois em Urbana-Champaign, que liderou o estudo. “Para um planeta parecido com a Terra, esse processo pode eliminar uma porção significativa do ozônio, que protege a vida da perigosa radiação ultravioleta de sua estrela hospedeira”, explicou.

Se um planeta com biologia semelhante a da Terra fosse atingido por radiação de alta energia de uma supernova próxima, isso poderia levar ao desaparecimento de uma ampla gama de organismos, especialmente os marinhos que estão na base da cadeia alimentar. Esses efeitos podem ser significativos o suficiente para iniciar um evento de extinção em massa.

Embora a Terra e o Sistema Solar estejam atualmente em um espaço seguro em termos de possíveis explosões de supernovas, muitos outros planetas da Via Láctea não estão. Esses eventos de alta energia reduziriam efetivamente a área dentro da nossa galáxia conhecida como "Zona Galáctica Habitável", onde as condições seriam propícias para a vida como a conhecemos.

Receba notícias do Diário Sobralense pelo Google Notícias | Facebook | Twitter | Telegram

Related

Mundo 9121675730841602012

Destaques da semana

Rádio Ao Vivo!

SIGA-NOS

item