Tiro que matou aluno em escola pode ter sido acidental

O Diretor da Escola Carmosina Ferreira Gomes, Jorge Célio Aguiar, falou em entrevista ao programa Conexão Paraíso que acredita ter sido acid...

O Diretor da Escola Carmosina Ferreira Gomes, Jorge Célio Aguiar, falou em entrevista ao programa Conexão Paraíso que acredita ter sido acidental o tiro que atingiu os três adolescentes.

Créditos: Edwalcy Santos / Sistema Paraíso

Reprodução

O tiro que matou um aluno e feriu outros dois na escola do Sumaré, pode ter sido acidental. Foi apenas um disparo de curta distância, atingindo três pessoas, o que se pode especular que não havia um alvo específico. A Polícia não confirmou se trabalha com essa linha de raciocínio, mas é o que que pode depreender das palavras do diretor da escola, Jorge Célio, em entrevista ao jornalista Luciano Cléver, do programa Conexão Paraíso, na manhã desta quinta-feira (13). De acordo com o diretor, a Polícia Civil afirmou que apenas um tiro foi o suficiente para atingir os três adolescentes.

O disparo, segundo relatos, teria atingido na orelha o garoto que estava entre o atirador e o colega que morreu, atingindo a perna de um terceiro que estava olhando pela janela.

Apesar de o aluno que atirou ter afirmado à Polícia ser vítima de bullying, o diretor disse que os professores não têm conhecimento de reclamações ou relatos nem indícios de que o aluno tenha sofrido alguma humilhação pelos colegas. “Estamos preparados para identificar bullying ouvindo relatos dos alunos vítimas e de seus colegas. Não é tão difícil perceber o bullying. Toda vez que isso é detectado existem as intervenções”, disse o diretor.

Embora em sala contígua em que aconteceu o disparo, os professores que se encontravam em horário de intervalo e lanchando não ouviram o disparo. Um deles, que passava em frente à sala, ouviu o barulho, mas não associou à arma de fogo, achando se tratar de uma carteira sendo empurrada. Por coincidência, a escola contava naquele dia com a visita de dois psicólogos que vieram de Fortaleza para avaliar e ampliar o serviço de acolhimento. A escola também conta com professores, que apadrinham cada turma, para ter contato mais próximos com os alunos.

Veja também:


A escola, que é de tempo integral, retornou às aulas na última terça-feira (11). Os estudantes foram recebidos por seus professores vestidos com camisas e balões brancos, numa cena que emocionou a todos. Na recepção também havia um cartaz com a mensagem: “A paz no mundo começa na escola”. Todos os alunos ganhavam um “abraço amigo” no momento da acolhida ainda no portão da escola.

Toda a comunidade escolar participou de um ato ecumênico com oração na quadra da instituição. “É um momento para mostrar a comunidade na qual a escola está inserida que estamos fortes e firmes mesmo consternados com toda a situação para recebê-los”, afirmou o diretor.

O Portal Paraíso entrou em contato com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, que não passou qualquer novidade na investigação.

Receba notícias do Diário Sobralense pelo Google Notícias | Facebook | Twitter | Telegram

Related

Sobral 7795653727380505520

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook



Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item