Polícia investiga assassinato de blogueira de 23 anos em Aracaju

Núbia Braga de 23 anos foi morta na residência dela. Segundo a polícia, dois homens efetuaram os disparos de arma de fogo e fugiram em segui...

Núbia Braga de 23 anos foi morta na residência dela. Segundo a polícia, dois homens efetuaram os disparos de arma de fogo e fugiram em seguida.

Créditos: FOLHAPRESS

Corpo da jovem, marcado por tiros, foi encontrado pela mãe, pouco após o crime — Foto: Instagram @nubia_cristina_braga / Reprodução

Polícia Civil de Aracaju investiga as circunstâncias da morte da blogueira e empresária Núbia Cristina Braga, 23, assassinada na sexta-feira (14) dentro do apartamento em que vivia, no bairro Santa Maria, em Aracaju (SE). A residência estava trancada com cadeado quando o corpo da jovem, marcado por tiros, foi encontrado pela mãe, pouco após o crime. A investigação ainda trabalha com múltiplas linhas de investigação e não foram apresentados suspeitos de envolvimento até o momento.

Uma das primeiras pessoas a chegarem ao local do crime, a mãe da vítima, Ruth Meneses Braga, 44, disse que ainda teve ajuda de vizinhos para tentar remover as grades de proteção da janela do quarto da vítima para tentar socorrê-la, mas a jovem foi declarada morta no local.

Na residência, não havia sinais de arrombamento e nenhum objeto de valor foi levado na investida. "Quando eu cheguei, ela já estava sem vida deitada na cama em cima de uma poça de sangue. [...] Eles não levaram nada a não ser o principal, que foi a vida da minha filha, três dias depois do meu aniversário", lamentou Ruth, acrescentando desconhecer inimizades da filha. "Ela não devia nada para ninguém e só eu sei a dor que eu estou passando", completou.

A partir do depoimento de vizinhos e testemunhas, a polícia trabalha com a informação de que o crime teria sido praticado por dois homens que chegaram ao local em uma motocicleta e fugiram logo após efetuarem os disparos. Segundo relatos reproduzidos pela mãe da vítima, os criminosos teriam visto a movimentação de Núbia dentro do imóvel e se aproximaram das janelas do apartamento para atirarem contra a vítima.

Núbia era conhecida como "A chefinha" nas redes sociais. A expressão é a que batiza sua loja de roupas que ela divulgava para os seus mais de 57 mil seguidores, entre os perfis pessoal e profissional. Ela costumava postar fotografias e vídeos vestindo biquínis e roupas íntimas, bem como viagens que fazia dentro do Brasil e para o exterior. Entre os registros, há momentos em cenários paradisíacos, festas requintadas e a sugestão de passeio em um helicóptero.

Na última postagem feito pela blogueira, uma inscrição se destaca numa seleção de momentos de diversão da jovem: "Seja a mulher que ninguém acreditou que você seria".

Entre os comentários, uma série de lamentos de seus conhecidos e demonstrações de incredulidade com a notícia do assassinato. "Descanse em paz princesa, você era uma menina incrível", escreve uma das seguidoras.

Procurada pela reportagem, a Polícia Civil informou que o caso está sendo investigado pelo DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) e que testemunhas estão sendo ouvidas. A delegada apontada para o caso, Juliana Alcoforado, preferiu não dar entrevista.

Veja também:


A investigação, no entanto, não apontou qual seria a motivação do crime ou nomes de potenciais suspeitos de envolvimento no caso. "Várias hipóteses estão sendo trabalhadas pela unidade especializada", resumiu a corporação.

Até o momento, ninguém foi preso.

SÉRIE DE SOFRIMENTOS

Após perder a filha, Ruth Braga vem revivendo uma sequência de infortúnios que marcaram a vida da família. Ela perdeu o ex-marido, pai de Núbia, Jailson Oliveira da Silva, de quem já era separada há dez anos. Na mesma época, foi presa por tráfico de drogas e cumpriu pena no Presídio Feminino de Sergipe. Agora, três dias após completar 44 anos, lida com as especulações de vizinhos de que os acontecimentos da década passada possam ter influenciado na morte da filha.

"Disseram que ela namorou com traficante, que pediu dinheiro emprestado a agiota, mas até agora ninguém tem certeza de nada. Também falaram de mim, como se o que eu tivesse feito há 10 anos tivesse alguma relação com o que aconteceu com a minha filha, como se eu não tivesse pagado pelo meu crime", disse Ruth.

Núbia deixa a mãe e três irmãos, de 24, 15 e 12 anos.

Receba notícias do Diário Sobralense pelo Google Notícias | Facebook | Twitter | Telegram

Related

Brasil 3386983332800314358

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook



Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item