Homem é morto depois de agredir ex-mulher e amigo dela por ciúmes em bar

Um homem foi morto na noite deste domingo (17) depois de agredir a ex-mulher e um amigo dela em um bar em Senador Camará, na Zona Oeste do R...

Um homem foi morto na noite deste domingo (17) depois de agredir a ex-mulher e um amigo dela em um bar em Senador Camará, na Zona Oeste do Rio, após uma crise de ciúmes. Um policial militar que estava de folga atirou no agressor, Jarbas Oliveira, de 25 anos, ao apartar a briga.

Siga o Diário Sobralense no Google Notícias e acompanhe as notícias do dia em primeira

Foto: Reprodução/TV Globo

Luiza Quellen, de 26 anos, e Jarbas se separaram no mês passado. O casal estava junto há cinco anos, e, segundo testemunhas, Jarbas não aceitava o fim do relacionamento.

Luiza foi acompanhada a uma festa num bar e acabou vista por um amigo de Jarbas. Sem saber do término, esse amigo mandou uma mensagem para Jarbas perguntando se eles tinham se separado.

“Eu cheguei nessa festa, num bar, e avistei ela com o seu companheiro. Fui fazer uma pergunta para o Jarbas, no telefone, no WhatsApp, no particular”, narrou.

“Ele chegou no local muito alterado, nervoso. Quando ele viu a Luiza, ele ficou cego, foi para cima dela”, lembrou.

O amigo conta que ainda tentou impedir a confusão. “Ele até me agrediu, me mordeu. Nessa que eu soltei, ele foi direto e deu uma carreira no cara”, emendou.

Veja também:

Luiza também foi agredida pelo ex-companheiro.

Um policial militar que mora na região e estava de folga tentou apartar a briga e acabou disparando contra Jarbas, que morreu na hora.

Esse PM contou à polícia que reagiu a uma tentativa de agressão.

O amigo de Jarbas disse que o militar “não deu voz, não deu tiro pro alto, não apaziguou nada”. “Veio direto, sem mais e sem menos, e atirou no Jarbas”, afirmou.

O próprio PM acionou o Corpo de Bombeiros e a polícia. Ele foi trazido para a Delegacia de Homicídios, que investiga o caso.

Luiza e outras testemunhas prestaram depoimento ao longo da madrugada.

A ex-esposa não quis gravar entrevista, mas contou que o casamento não tinha histórico de violência e que nunca tinha sido agredida antes. O casal tem um filho de 4 anos.


G1

Related

Brasil 4329553446590408853

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook



Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item