Hospítal liberou garoto doente duas vezes e criança morreu no Ceará

Segundo ele, seu irmão começou a passar mal no domingo com febre e dor de garganta Créditos: Metro World News O influenciador digital Paulo ...

Segundo ele, seu irmão começou a passar mal no domingo com febre e dor de garganta

Créditos: Metro World News

O influenciador digital Paulo Henrique, irmão do garoto João Gabriel, de 3 anos, que morreu nesta segunda-feira após ser liberado duas vezes pelos médicos do hospital, apesar de ainda estar doente, está acusando o hospital de negligência.

Foto: Instagram/ Reprodução

Segundo ele, seu irmão começou a passar mal no domingo com febre e dor de garganta e a família procurou atendimento no Hospital Municipal na cidade de Itatira, no Ceará.

“Meu irmão estava com 39 graus de febre, levamos para o hospital no domingo. O médico atendeu, passou uma injeção, ele tomou a injeção e passou uns remédios para a minha mãe comprar e ela comprou. Ele tomou a injeção e nada da febre dele baixar, aí nós levamos para o enfermeiro. O enfermeiro deu um remédio que baixou a febre, ele melhorou mais e nós viemos para casa”, disse Paulo Henrique.

Na madrugada de segunda-feira, o estado de saúde da criança piorou e eles novamente correram para o hospital. Era 1h da manha e o menino estava com febre alta e se queixava de dor na barriga. “Chegando lá, o vigia foi chamar o médico, o médico demorou mais de 30 minutos para descer. Ele passou mais duas injeções para o meu irmão, sendo que ele já tinha tomado uma, e a febre dele não baixou, estava em 38,1 graus e o médico mandou a gente vim para casa”, comentou.

Horas depois, o menino acordou em casa ainda pior, já roxo, segundo o irmão, e pela terceira vez a mãe correu no hospital. Ele recebeu atendimento médico e foi colocado no soro, mas começou a passar mal e morreu no hospital, apesar dos médicos tentarem reanimá-lo, sem que sequer houvesse um diagnóstico sobre a doença do garoto.

VEJA MAIS
A denúncia do influencer nas redes sociais com a hashtag “justçaporbiel”comoveu moradores, seguidores e personalidades, como a apresentadora Adriane Galisteu, a ex-BBB Ana Paula Renault e a cantora Mara Pavanelly.

Após a repercussão do caso, o médico que atendeu a criança foi afastado e os funcionários do hospital foram notificados pela Delegacia Regional de Canindé para explicar a morte do menino.

Siga o Diário Sobralense no Google Notícias e acompanhe as notícias do dia em primeira mão.

Related

Ceará 3904679241480011054

Veja também

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook

Acompanhe-nos!


Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item