Aluna que bateu a cabeça em escola durante a aula segue internada na UTI com risco de morte

A aluna Maria Eduarda Vieira Gomes, de 16 anos, que bateu a cabeça durante aula de ginástica, continua internada na Unidade de Terapia Inten...

A aluna Maria Eduarda Vieira Gomes, de 16 anos, que bateu a cabeça durante aula de ginástica, continua internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em estado grave, em Goiânia. O pai da adolescente, João Batista Gomes, conta que a filha tem começado a reagir aos estímulos médicos.

Siga o Diário Sobralense no Google Notícias e acompanhe as notícias do dia em primeira mão.

Foto: Reprodução

“Ela está respondendo bem ao tratamento de hemodiálise e já começou a desinchar o corpo. É tudo no tempo dela, no tempo de Deus, estamos firmes em oração e esperança da plena recuperação dela”, disse o pai.

O último boletim de saúde divulgado pelo hospital na manhã desta sexta-feira (22) informou que ela segue em estado grave, intubada, sedada e respirando com ajuda de aparelhos.

O caso aconteceu no dia 6 de abril, durante uma aula na quadra do Colégio de Tempo Integral (Cepi) Cruzeiro do Sul, onde Maria cursa o 3º ano do ensino médio. Desde então, a menina segue internada no Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo).

Em nota, nesta sexta-feira, a Seduc informou que lamenta profundamente o ocorrido e se une aos amigos e familiares. Informou que, no dia do acidente, a estudante foi atendida pela equipe gestora da escola, que acionou o Samu, que a levou junto com a mãe até uma unidade de saúde. A secretaria ainda disse que busca esclarecer as circunstâncias do acidente.

Aula de ginástica

Os pais da estudante denunciam que a filha se machucou em aula porque a escola não tinha a estrutura necessária para a atividade. Eles ainda disseram que amigos contaram que, após a queda, Maria ficou desmaiada por cerca de 15 segundos e convulsionou. Depois, ela começou a parecer agressiva e não reconhecia nem mesmo a própria mãe, que teria sido chamada pelos próprios estudantes e não pelo colégio.

João Batista disse que levaram cerca de três horas para conseguir acalmar a filha e, quando fizeram uma tomografia, notaram um afundamento do crânio do lado direito.

“[A escola] não fez os primeiros socorros, não acompanhou. [Na primeira unidade de saúde a que Maria foi levada], os médicos acharam que ela tinha um surto psiquiátrico porque não tinha ninguém da escola para endossar, dizer ‘ela estava na minha aula e bateu a cabeça'”, desabafou.

VEJA MAIS

A Polícia Civil informou que investiga o caso, mas não informou detalhes da investigação porque envolve uma menor de idade.

Nota da Secretaria de Estado da Educação de Goiás

A Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc), a respeito do acidente ocorrido com a estudante Maria Eduarda Vieira Gomes, da 3º série do Ensino Médio, do Centro de Ensino em Período Integral (Cepi) Cruzeiro do Sul, em Aparecida de Goiânia, durante a aula de Estudo Orientado que acontecia na quadra poliesportiva informa que:

No dia do acidente, assim que ocorreu o fato a estudante foi atendida pela equipe gestora da unidade escolar. A equipe acionou o Samu que prestou atendimento e levou a estudante junto com a mãe para uma unidade de pronto atendimento da cidade de Aparecida de Goiânia;

A unidade escolar conta com todos os materiais de segurança para a prática de exercícios na quadra poliesportiva. Esse material é mantido em local de fácil acesso e está sempre a disposição para a utilização em todas as atividades. Os profissionais são orientados a utilizar e reforçar a importância do uso para os estudantes;

Ao tomar conhecimento dos fatos, providenciou assistência por meio da Gerência de Segurança e Saúde do Servidor e do Estudante que acompanha o tratamento médico pelo qual passa a estudante com vistas ao pleno restabelecimento de sua saúde;

A Seduc informa, também, que simultaneamente busca esclarecer as circunstâncias do acidente com a estudante Maria Eduarda, tanto para eventual responsabilização, quanto para aprimorar os cuidados adotados para a segurança dos estudantes em suas atividades escolares.

A Secretaria da Educação lamenta profundamente o ocorrido e se une aos amigos e familiares em preces por Maria Eduarda.

Fonte: G1.

Related

Brasil 7781629145721526761

Veja também

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook

Acompanhe-nos!


Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item