Vídeo mostra momento em que jovem é morta a tiros no trabalho em Goiás; veja

Mariana Almeida foi atingida por tiros disparados por Fernando Inácio, que se matou em seguida; ela não quis relacionamento com autor. Autor...

Mariana Almeida foi atingida por tiros disparados por Fernando Inácio, que se matou em seguida; ela não quis relacionamento com autor.

Autor: Metrópoles

Goiânia – Vídeo de câmeras de segurança mostra o exato momento em que uma jovem de 23 anos foi morta a tiros no local de trabalho, em Terezópolis de Goiás, no centro do estado, a 34 km da capital, no início da tarde de segunda-feira (21/3).

Foto: Reprodução

Segundo a Polícia Militar (PM), Mariana Almeida da Silva foi atingida por série de tiros disparados por Fernando Inácio da Silva, 37 anos, que se matou em seguida, ainda dentro do estabelecimento. Ele usou duas armas. A motivação do crime seria o desinteresse da vítima em ter relacionamento com o autor.

Veja ao vídeo (AQUI)

As imagens mostram que Mariana ainda estava sentada à mesa perto da porta do estabelecimento (um provedor de internet) quando começou a ser ameaçada por Fernando, que já estava com uma arma nas mãos. Em seguida, ele se afasta e olha para a rua, e ela se levanta e tenta sair do local, enquanto pessoas e veículos passam normalmente do lado de fora.

Ainda de acordo com o vídeo, Mariana não conseguiu ir para fora porque a saída estava barrada por Fernando, que imediatamente aponta a arma em direção a ela e começa a disparar os tiros. Neste momento, um homem que tinha acabado de estacionar em frente ao estabelecimento saiu correndo pela rua, possivelmente com medo de ser atingido.

VEJA MAISLogo após ser atingida pelos disparos, Marina cai no chão do estabelecimento, ao lado da mesa de trabalho dela. Depois, Fernando pegou outra arma, que estava no bolso de trás, atirou mais vezes nela e, em seguida, vai para o canto e atira contra ele próprio. Pelas imagens, é possível ver apenas que o sangue jorra para perto da entrada.

Relacionamento frustrado

Informações preliminares da polícia apontam que Mariana estava sozinha no local de trabalho no momento do crime e que os dois não tinham envolvimento amoroso. No entanto, Fernando estaria perseguindo a vítima nos últimos dias, dando presentes, como se quisesse conquistá-la.

Pelo que se sabe até o momento, Mariana não demonstrou interesse em ter envolvimento com o homem.

Os corpos foram levados ao Instituto Médico Legal (IML) de Anápolis para serem periciados. De acordo com a Polícia Civil, uma perícia foi realizada no local do crime na tarde de segunda, para esclarecer a dinâmica dos fatos.

A investigação da Polícia Civil continua para ouvir amigos e familiares tanto da vítima quanto do assassino.

Siga o Diário Sobralense no Google Notícias e acompanhe as notícias do dia em primeira mão.

Related

Brasil 416743188724534437

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook



Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item