Turista agredida no Rio: “Ele dava gargalhadas enquanto me esfaqueava”

Rio de Janeiro – Uma turista paulista, 48, que mora há oito anos na França, passou pela sua pior experiência de vida no Rio . “Nunca mais co...

Rio de Janeiro – Uma turista paulista, 48, que mora há oito anos na França, passou pela sua pior experiência de vida no Rio. “Nunca mais coloco meus pés aqui”, desabafou ela ao Metrópoles, na tarde desta quarta-feira (9/3), ainda abalada.

Siga-nos no Google Notícias e acompanhe as notícias do dia em primeira mão.

Ela estava sentada em um banco em frente a um hotel na Rua Francisco Sá, em Copacabana, zona sul, onde estava hospedada. Mexia no celular, quando acabou atacada por um homem armado com uma faca. A vítima levou três facadas nas costas, uma no pescoço e outra no braço esquerdo. “Ele não levou nada. Não queria roubar”, contou.

Foto: Reprodução

O retorno para a França, onde mora, previsto para 11 de abril, foi adiado. “Volto para São Paulo, onde tenho família, nesta quarta, mas só parto para casa no dia 15, por recomendações médicas”, explicou a mãe de dois filhos, dona de uma loja de bijuterias na França.

“O que mais me chocou foi que ele não queria me roubar. Na delegacia, onde as imagens captadas pela câmara de segurança do local foram aumentadas, ele estava sorrindo, dava gargalhadas enquanto me agredia”, contou.

“Fiquei impressionada com a grande quantidade de moradores de rua na cidade. É preciso educação e emprego para essas pessoas”, afirmou. Veja o ataque:

Medo da violência

Ela foi convencida por um casal alemão a visitar a cidade. “Eles queriam que eu viesse para o Carnaval. Disse que de jeito nenhum. Meus pais também não queriam. Mas como o meu casal de amigos já estava há um mês no Rio, acabei cedendo”, contou a turista.

A vítima revelou que já foi assaltada duas vezes na França e duas vezes na Espanha. “A diferença é que não há armas. Aqui, ele queria me judiar. A vida humana perdeu o sentido no Brasil”, desabafou.

VEJA MAIS

O caso foi registrado na 13ª DP (Ipanema). Segundo o delegado Felipe Santoro, as imagens foram analisadas e a polícia realiza diligências para prender o suspeito. “Vou embora do país e ele vai acabar ficando impune, apesar das imagens, porque não estarei aqui”, lamentou a visitante.

Fonte: Metrópoles

Related

Brasil 1366618027173761869

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook



Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item