Réus do caso da boate Kiss são condenados

Após 10 dias de julgamento e quase nove anos de espera, o Tribunal do Júri do Foro Central de Porto Alegre definiu, nesta sexta-feira (10), ...

Após 10 dias de julgamento e quase nove anos de espera, o Tribunal do Júri do Foro Central de Porto Alegre definiu, nesta sexta-feira (10), as sentenças dos quatro réus pelo incêndio da boate Kiss.

Foto: Reprodução

Elissandro foi condenado a 22 anos e 6 meses anos de reclusão, Mauro a 19 anos e 6 meses. Já Marcelo e Luciano a 18 anos. A condenação vale a partir de seu anúncio.

Tribunal de Justiça decretou habeas corpus a um dos réus e juiz estendeu aos demais. Assim, pelo menos por enquanto, os condenados ainda não irão imediatamente para a cadeia.

Os sócios da Boate Kiss Elissandro Callegaro Spohr e Mauro Londero Hoffmann, o vocalista da Banda Gurizada Fandangueira, Marcelo de Jesus dos Santos, e o produtor musical Luciano Bonilha Leão.

Os jurados condenaram Elissandro Callegaro Spohr, Mauro Lodeiro Hoffmann, Marcelo de Jesus dos Santos e Luciano Augusto Bonilha Leão.

Segundo o Ministério Público, eles assumiram o risco de causar mortes ao não prevenir a possibilidade do incêndio e agir em desacordo com a legislação.

A tragédia, que matou 242 pessoas e deixou 636 feridas, começou no palco, onde se apresentava o grupo Gurizada Fandangueira, e logo se alastrou, provocando muita fumaça tóxica. Um dos integrantes disparou um artefato pirotécnico, atingindo parte do teto do prédio, que pegou fogo.

(Gazeta Brasil)

Related

Brasil 387026587612873962

Links indicados

Destaques da semana

Siga-nos no Facebook

Rádios Parceiros


Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links
item