Vereador sobralense tem mandato cassado por uso de candidaturas “laranjas” de mulheres

  A Justiça Eleitoral cassou o mandato do vereador Cleiton Prado (PSL), por fraude na cota de gênero na eleição de 2020. A decisão é da juí...

 A Justiça Eleitoral cassou o mandato do vereador Cleiton Prado (PSL), por fraude na cota de gênero na eleição de 2020. A decisão é da juíza da 24ª Zona Eleitoral, Janayna Marques de Oliveira e Silva, e foi publicada no Diário da Justiça dessa quinta-feira (09). Ainda cabe recurso.


Segundo os argumentos da ação, houve indícios de fraude devido o partido ter utilizado candidaturas “laranjas” de duas mulheres apenas para preencher os 30% da cota de gênero eleitoral e com isso tentaram enganar a Justiça Eleitoral, já que as candidatas Maria Edgleuma de Sousa e Maria Eliene Ribeiro, não obtiveram nenhum voto e foi comprovada a ausência de qualquer propaganda eleitoral em seus nomes.

Na impugnação de mandato eletivo, afetou diretamente o vereador Cleiton Prado (PSL), único eleito pelo partido em Sobral. Por circunstância da retotalização e redistribuição de votos para preenchimento de vaga no legislativo sobralense, surge a possibilidade de vaga para o suplente Júnior Balreira (MDB).

Fonte: Sobral em Revista

Related

Sobral 5755672795165244211

Links indicados

Destaques da semana

Siga-nos no Facebook

Rádios Parceiros


Sites parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Page Rank

seo checker

Total de visualizações

item