Ex-paquita afirma que foi agredida pelo marido após ser traída por ele

Ela alega que descobriu as traições no celular do empresário Redação iBahia A ex-paquita Ana Paula Almeida, de 42 anos, mais conhecid...

Ela alega que descobriu as traições no celular do empresário

Redação iBahia
A ex-paquita Ana Paula Almeida, de 42 anos, mais conhecida como 'Pituxita', acusa o marido José Roberto Barbosa, 54, de agressão. Segundo ela, a briga teria acontecido após descobrir que ele teria a traído. Ela afirma que descobriu as traições no celular do empresário.
Foto: Reprodução/Internet 
A ex-paquita disse ainda, em suas redes sociais, que foi agredida outras vezes - há seis anos, eles se separaram após uma briga. Na ocasião, o empresário teria agredido Ana Paula com um pé de cabra e a expulsado de casa, junto com o filho deles, Davi, de 12 anos. 
[[saiba mais]]
Por conta disso, ela decidiu filmar a discussão. Foi neste momento que José Roberto teria ficado transtornado e a empurrou com força para pegar o celular de sua mão. Ana Paula diz ter caído no chão e sofrido vários arranhões nos braços e na boca. Com medo, ela teria fugido de casa para procurar ajuda.
De acordo com a assessoria da ex-paquita, ela registrou boletim de ocorrência na 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes). A assessoria ainda contou que Ana Paula está fazendo exame de corpo de delito em um Hospital no Rio de Janeiro. 
José Roberto desmentiu a versão da ex-paquita e disse que Ana Paula "é totalmente descontrolada, destemperada". Em entrevista a Revista QUEM ele ainda contou que vai entrar com um processo de calúnia e difamação contra a loira. 
"Vou relatar tudo na delegacia, na 42ª DP. Não aconteceu nada e tenho provas contra isso. Não sou famoso, tenho que dar satisfação à Justiça. Sou um sujeito homem, trabalhador. E essa pessoa é totalmente descontrolada, destemperada. Vou entrar com um processo de calúnica e difamação contra ela. Agora ela se cortar, se mutilar, eu não vi... Saí correndo para evitar qualquer tipo de problema. Da última vez ela falou que eu a ameaçava de morte. Voltei para ela porque amo o meu filho e tenho pena de ele viver com uma pessoa como ela. A Justiça que vai ter que decidir. Aguardo ansiosamente a polícia apurar os fatos", disse.

Related

Brasil 2871494804145737192

MAIS DE 3 MILHÕES DE ACESSOS

CURTA NOSSA PÁGINA

Siga-nos no Twitter

Siga-nos

Seguir por Email

site indicado

Seu site de notícias
item