Morre pai de Lucas Terra, garoto morto por ex-bispos da Igreja Universal

Copo dele será enterrado às 13h30 desta sexta-feira (22), no Cemitério Bosque da Paz Redação iBahia Carlos Terra,  pai do adolescente...

Copo dele será enterrado às 13h30 desta sexta-feira (22), no Cemitério Bosque da Paz

Redação iBahia
Carlos Terra, pai do adolescente Lucas Terra, encontrado carbonizado aos 14 anos em 2001, morreu na quinta-feira(21), no Hospital Ernesto Simões, em Salvador. De acordo com o Correio 24h, Carlos sofria de cirrose hepática e, segundo a esposa e também mãe de Lucas Terra, Marion, o quadro do marido se agravou no final do ano passado. O corpo dele será enterrado às 13h30 desta sexta-feira (22), no Cemitério Bosque da Paz.
Foto: Reprodução
 Lucas Terra foi encontrado carbonizado aos 14 anos, em um terreno baldio na Avenida Vasco da Gama, em março de 2001. Na época, os exames comprovaram que o jovem foi abusado sexualmente e queimado vivo. Desde a morte do filho, Carlos tentava garantir que  um pastor e dois bispos da Igreja Universal respondessem pelo crime.
 O ex-pastor Silvio Roberto Galiza foi preso e condenado a 18 anos em regime fechado por ter estuprado e assassinado o garoto. O motivo do crime, segundo contou em depoimento, foi porque Lucas flagrou os ex-bispos Fernando Aparecido da Silva e Joel Miranda Macedo de Souza  fazendo sexo dentro da igreja. 
Em novembro de 2018, a decisão que indicou o envolvimento dos ex-bispos Fernando Aparecido da Silva e Joel Miranda Macedo de Souza na morte do jovem Lucas Terra foi anulada pelo ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF). 

Related

Mundo 8815079081076761007

MAIS DE 3 MILHÕES DE ACESSOS

CURTA NOSSA PÁGINA

Siga-nos no Twitter

Siga-nos

Seguir por Email

site indicado

Seu site de notícias
item