Auxílio do Exército seria bem-vindo para aplacar a violência armada que domina o estado do Ceará

SIRENE ABERTA! Em situações difíceis, seja na vida pessoal ou nas corporações, toda ajuda é bem-vinda. E foi assim que a cúpula da Secr...

SIRENE ABERTA!
Em situações difíceis, seja na vida pessoal ou nas corporações, toda ajuda é bem-vinda. E foi assim que a cúpula da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) se reuniu com o Comando da 10ª Região Militar no Ceará. O encontro foi para que o secretário André Costa e seus comandantes dos órgãos vinculados (PM, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Perícia Forense/Pefoce e Academia/AESP) explicassem ao general de divisão Fernando Soares Mattos, comandante em chefe do Exército Brasileiro no Ceará e Piauí, a estratégia da SSPDS para o combate à criminalidade. A oportunidade foi também para pedir apoio. Sim, o Ceará precisa neste momento de todo o apoio para reduzir os seus estratosféricos índices da violência e, em especial, o avanço do crime organizado através da guerra entre as facções.

BRAÇO FORTE, MÃO AMIGA! 
Falta pouco para o estado ultrapassar a marca dos três mil homicídios neste ano. A guerra diária entre as facções na periferia de Fortaleza mudou de endereço e agora está instalada em Municípios da Região Metropolitana, onde os assassinatos macabros viraram rotina. Corpos mutilados (esquartejados ou decapitados) são encontrados todos os dias, revelando a crueldade das facções. No encontro com o general, certamente o secretário falou do aumento de efetivo das polícias, da instalação de um tal laboratório que vai buscar soluções para a violência e falou também do tal Centro de Inteligência que até agora não funciona. São os investimentos da Pasta para reduzir a criminalidade. Contudo, uma “ajudazinha” do Exército não seria demais para aplacar a criminalidade neste estado tão sofrido e tão violento. Ações de Inteligência, por exemplo, poderiam ser feitas, assim como aumentar o rigor na fiscalização das empresas e indústrias que utilizam explosivos em suas atividades, pois o desvio desses artefatos acaba favorecendo os ataques bancos e carros-fortes. O Exército pode ajudar sim. Braço forte! Mão amiga!

PCC PRATICA GENOCÍDIO 
Investigações do Ministério Público (MP-SP) e da Polícia Civil de São Paulo revelaram fatos importantes e horripilantes sobre os mais recentes modos de agir da maior facção criminosa em atividade no Brasil, o PCC. Segundo o trabalho, a facção tem produzido uma espécie de genocídio no país em sua guerra contra grupos rivais para o domínio do tráfico nacional de drogas. Em aparelhos de celular apreendidos com bandidos da facção há centenas ou milhares de imagens de pessoas assassinadas por ordem do PCC. Pelas contas superficiais dos promotores, em seis meses de monitoramento foi possível constatar que 400 assassinatos foram praticados pelo grupo, em todo o país, numa média de dois por dia. E mais, por ordem do comando da organização criminosa, todo assassinato deve, obrigatoriamente, ser filmado e as imagens repassadas aos responsáveis pela contabilidade das mortes ordenadas pela chefa do PCC.

MARCA DA CRUELDADE 
Daí se explica a quantidade de mortes no Ceará provocadas pela guerra das facções. O PCC estaria por trás da logística da Guardiões do Estado (GDE) no confronto com o Comando Vermelho (CV), seu principal inimigo na luta pelo domínio do tráfico no estado e no país. Crimes praticados com requintes de crueldade são filmados pelos próprios assassinos e as imagens postadas em forma de vídeo nas redes sociais e aplicativos. Os “soldados” do PCC cumprem fielmente o que o comando da organização determina. Conforme as autoridades paulistas, ao final dessa investigação é possível que o número de assassinatos constatados seja bem maior do que o estimado. As execuções sumárias de inimigos se juntam aos assassinatos contra membros da própria facção, ordenados pelo comando nos casos de traição ou desvio de dinheiro da organização criminosa.

A BRIGA NA OAB 
A disputa pela presidência da Ordem dos Advogados do Brasil, Secção Ceará (OAB-Ceará), já começou e promete esquentar nas próximas semanas. Na última quarta-feira (25) ocorreu um racha na atual diretoria daquela entidade. O corregedor Fábio Timbó publicou nas redes sociais um manifesto em que declara abertamente que será oposição ao atual presidente, Marcelo Mota. Diz estar insatisfeito com a atual administração da instituição e parte para o ataque. Afirma que a OAB não pode se render à máquina do governo do estado e que precisa também ter altivez na defesa dos seus associados. A classe agradece, pois está desprestigiada perante a Justiça local, principalmente o Interior, onde há enormes dificuldades para os profissionais de Direito trabalhar na defesa de seus clientes. Somem-se a isso tudo, as recentes mortes violentas de dois advogados em Caucaia, supostamente crimes ordenados por facções descontentes com “traições” dos criminalistas.

CADÊ AS ARMAS, GOVERNADOR? 
E continua o imbróglio da falta de armas para os novos policiais civis cearenses recentemente nomeados para os cargos nas delegacias, divisões e departamentos. A confusão foi parar no Ministério Público Estadual (MPE), através de uma representação feita pelo sindicato da categoria. A entidade denuncia que, agora, os policiais estão sendo chamados pela cúpula da PM para irem trabalhar mesmo sem armas. Antes, a ordem era ficar em casa e só começar o trabalho após receberem o armamento. “O governo cumpriu a lei eleitoral. Na ânsia para fazer propagada na véspera da eleição, realizou a formatura dos novos inspetores e escrivães. Mas esqueceu do policial”, disse o vereador Julierme Sena (PROS), que também é policial civil e representante ativo da categoria. Para ele, a instituição continua sendo desprestigiada pelo governador Camilo Santana (PT).

AGENTES PEDEM PROTEÇÃO 
O ataque sofrido por um agente penitenciário na última quarta-feira (25), na cidade de Maracanaú certamente foi ordenado de dentro dos presídios por algum chefe de quadrilha ou de bando. A casa do servidor foi atacada e invadida. Ele não estava lá, então os criminosos balearam uma criança de 11 anos, sobrinha do agente. Informações da Polícia dão conta de que os criminosos invadiram o local portando metralhadoras, provando que estavam ali para uma execução sumária. Com o domínio das facções também nos presídios cearenses, os agentes ficam à mercê de ameaças e atentados, daí ser necessária ima série e rápida investigação para descobrir quem deu a ordem de matar o agente. A classe está fragilizada e os bandidos superprotegidos. A categoria pede proteção ao estado.

E TEM MAIS!!! 
* O prédio que abriga a delegacia de Polícia e o destacamento da Polícia Civil de Jaguaretama, na região do Vale do Jaguaribe, estava tão deteriorado que ameaçava desabar. Para não sofrerem diante de um acidente, os próprios policiais decidiram reformar o imóvel já que o governo não se importou com a situação. Tiraram dinheiro do próprio bolso, mas acabou. Pedem ajuda!!!

* Número de roubos de telefones celulares dobrou no Brasil nos últimos seis meses, aponta pesquisa nacional. Maioria dos casos ocorre durante assaltos nas ruas. Mas há também quadrilhas especializadas em furtos de aparelhos durante eventos em que há aglomerações. Olho vivo!

* Policiais do 15º DP (Cidade 2000) realizaram um grande trabalho nesta semana. A equipe de inspetores descobriu, localizou e prendeu uma quadrilha interestadual. O bando é especialista em arrombar caixas eletrônicos e cofres em agências bancárias e postos dos Correios.

* Explodiu como uma bomba na cidade de Acopiara a informação da elucidação de um crime de morte ocorrido há dois anos e que teve grande repercussão: a morte da jovem Karina Firmino. O Ministério Público denunciou uma escrivã da Polícia Civil como mandante. Crime passional e de aluguel, isto é, pistolagem.

* Policiais da cidade de Jaguaretama colocaram literalmente a mão na massa. Cansados de esperar uma atitude do governo, eles fizeram uma “vaquinha” e estão reformando o prédio onde funciona a delegacia da Polícia Civil e o Destacamento da PM. Pedem doações de material de construção.

* A matança de mulheres continua sem freio no Ceará. Somente neste mês de julho já foram contabilizados 36 assassinatos. No ano, 263. A maioria das vítimas é jovem, reflexo da presença das garotas em facções criminosas e no tráfico de entorpecentes. Uma tristeza! (Fernando Ribeiro)

Related

Ceará 62955986112548652

links indicados

As mais lidas da semana

Mais de 1 Milhão de visualizações

CURTA NOSSA PÁGINA

Seguir por Email

Máquina de Cartão de Crédito

SOBRAL NET

ponto do consorcio

Brenda's Estética

R DIAS

disal consorcio

pizza na pedra o mario

depósito contorno

depósito contorno

Elite Educação

junior suplementos e academa

GeraLinks | Agregador de links

GeraLinks - Agregador de links Notícias
item
http://go.onclasrv.com/afu.php?zoneid=1786153