Após implosão de submarino, OceanGate oferece viagens para ver Titanic | Diário Sobralense News

Após implosão de submarino, OceanGate oferece viagens para ver Titanic

Duas viagens com submarino da OceanGate são oferecidas entre 12 e 20 de junho e 21 e 29 de junho de 2024. Passagens custam R$ 1 milhão Crédi...

Duas viagens com submarino da OceanGate são oferecidas entre 12 e 20 de junho e 21 e 29 de junho de 2024. Passagens custam R$ 1 milhão

Créditos: Metrópoles

Reprodução

A empresa responsável pelo submarino que desapareceu e implodiu durante visita aos destroços do Titanic, na última semana, ainda oferece ingressos para duas expedições em 2024. No site da OceanGate, é possível ver disponibilidade para uma viagem entre 12 e 20 de junho do próximo ano, e uma outra entre 21 e 29 de junho.

O submarino Titan, que conta com espaço para cinco pessoas e um piloto, tem acomodações privadas e refeições a bordo. As passagens são orçadas em U$ 250 mil, o equivalente a R$ 1 milhão. Além do transporte, os compradores têm acesso a treinamentos necessários para a viagem e aos equipamentos de expedição.


O trajeto começa em Newfoundland, no Canadá, e segue por 600 km pelo Oceano Atlântico. No total, o transporte leva, aproximadamente, oito horas para chegar até os destroços do navio, a 3.800 metros da superfície.

A persistência dos anúncios chama a atenção depois do desaparecimento de um submersível da empresa no dia 18 de junho. Mais tarde, no dia 22, a Guarda Costeira dos Estados Unidos encontrou os destroços do transporte e confirmou a morte dos cinco tripulantes durante implosão do submarino.

Ações contra a OceanGate

Com o caso, inúmeras ações judiciais contra a OceanGate vieram à tona. Em uma delas, a empresa de viagens inglesa Henry Cookson Adventures Ltd. acusou a OceanGate de não ter um “navio em condições de navegar” para levar até nove passageiros ao Titanic em uma viagem programada para 2018. O diagnóstico foi feito quando a empresa do submarino ofereceu um acordo de parceria em 2016.

Junto às polêmicas, o portal norte-americano TMZ revelou um documento da empresa que tira a responsabilidade da OceanGate de possíveis danos que o passageiro possa sofrer no percurso.

O contrato diz: “Eu, (nome do passageiro), reconheço que me inscrevi voluntariamente para participar de uma operação submersível organizada pela OceanGate Expeditions”.

Related

Mundo 606844230932156799

Destaques da semana

Rádio Ao Vivo!

SIGA-NOS

item