Justiça condena réus a 115 anos de prisão pela morte de gerente em joalheria de Fortaleza

A Justiça do Ceará condenou cinco homens pela morte da gerente Caroline Alves da Rocha Damasceno, crime que aconteceu no dia 20 de agosto de...

A Justiça do Ceará condenou cinco homens pela morte da gerente Caroline Alves da Rocha Damasceno, crime que aconteceu no dia 20 de agosto de 2021, em um shopping no bairro Edson Queiroz, em Fortaleza. 

Siga o Telegram do Diário Sobralense e fique por dentro das últimas notícias de hoje.

Juntas, as penas dos réus chegam a 115 anos de prisão, pelos crimes de latrocínio (roubo seguido de morte) e associação criminosa. A sentença foi proferida poucos dias antes do crime completar um ano.

Reprodução

Na decisão judicial, está escrito que apesar da evidência que o tiro que matou a vítima tenha vindo da arma do segurança que trabalhada na joalheria, local onde o crime aconteceu, o homem não foi responsável pela morte, “porque agiu em legítima defesa”.

Todos os acusados foram presos dias após a ação criminosa, que tomou repercussão nacional.

Sentenças detalhadas

ANTÔNIO JARDESON LIMA DE MOURA: 20 anos e 13 dias de reclusão, pela prática do crime previsto no art. 157, regime fechado *absolvido da organização criminosa

DOUGLAS DA SILVA DIAS: 22 anos, 06 meses e 20 dias de reclusão pelo latrocínio *absolvido da organização criminosa

ANTÔNIO DUARTE ARAÚJO ENÉAS: 25 anos, 02 meses e 10 dias de reclusão. Condenado por latrocínio e organização criminosa

ANDRÉ LUIZ DOS SANTOS NOGUEIRA: 22 anos, 08 meses e 10 dias de reclusão. Condenado por latrocínio e organização criminosa

LÚCIO MAURO RODRIGUES FERREIRA: 24 anos, 06 meses e 10 dias de reclusão. Condenado por latrocínio e organização criminosa

Veja também:
“Conforme inquérito policial incluso nos presentes autos, no dia 20 de agosto de 2021, por volta das 19h50m, no interior do Shopping Center Iguatemi, na avenida Washingion Soares, n° 85, bairro Edson Queiroz, neste Município, os Denunciados associaram-se em bando armado com o intuito de, em comunhão de esforços, subtraírem, mediante violência e grave ameaça, com emprego de arma de fogo, coisas móveis pertencentes ao estabelecimento comercial Tânia Joias, do que resultou a morte de Caroline Alves da Rocha Damasceno”, informou o documento.

Fonte: GCmais

Related

Ceará 7103179885412637425

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook



Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item