Homem é condenado a 25 anos por matar jovem de 17 anos na casa da avó

O réu alegou que houve uma desavença com a vítima após ter atendido uma ligação de outra mulher Créditos: Amazonas é Assim Reprodução Na últ...

O réu alegou que houve uma desavença com a vítima após ter atendido uma ligação de outra mulher

Créditos: Amazonas é Assim

Reprodução

Na última sexta-feira (19), Michael Sabóia de Souza Xavier foi julgado condenado a 25 anos de prisão por matar a adolescente Heloísa Medeiros da Silva, 17, em dezembro de 2019, na casa da avó dele na Rua Miranda Leão, no Centro de Manaus.

A 2.ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus condeno réu nas penas dos crimes previstos no art. 121, parágrafo 2.º, incisos III (asfixia) e VI (contra a mulher por razões da condição de sexo feminino) c/c o parágrafo 2.º-A, inciso II (menosprezo ou discriminação à condição de mulher) e art. 211, ambos do Código Penal Brasileiro. Da sentença cabe apelação.

O julgamento

Na sessão de júri popular foram ouvidas sete testemunhas, entre as arroladas pela acusação e pela defesa, além de realizado o interrogatório do réu, que aconteceu no final da tarde de quinta-feira. Michael respondeu questionamentos sobre o dia crime e disse estar arrependido, ocasião em que pediu perdão à mãe da vítima.

O réu alegou que houve uma desavença com a vítima após ter atendido uma ligação de outra mulher. Durante o interrogatório, afirmou ter segurado Heloisa por um dos pulsos e que a apertou por trás, e em seguida a lançou na cama. “O que ocorreu poderia acontecer com qualquer pessoa. Nunca me passou pela cabeça tirar a vida daquela mulher. Depois de tudo, eu não sabia o que fazer”, afirmou o réu que não explicou o porquê de as unhas postiças da vítima terem sido cortadas assim como os cabelos dela, conforme constatado pela perícia.

Caso Heloísa

De acordo com o inquérito policial, que gerou a denúncia do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE/AM), no dia 12/12/2019 a vítima e o acusado se encontraram e um bar e depois seguiram para a residência da avó dele, onde, no dia 15 de dezembro, foi encontrado o corpo de Heloísa.

O relatório de interceptação telefônica demonstra que o celular da vítima emitiu o último sinal na área em que ela foi encontrada morta, por volta das 10h12 do dia 13 de dezembro. O aparelho celular não foi encontrado no local do crime. A perícia confirma que o tempo estimado de morte foi de 36 a 48 horas antes da necropsia. Assim, como o corpo foi encontrado no dia 15, morte se deu entre o dia 13 e 14/12/2019.

Veja também:


As imagens consultadas pela Polícia Civil, nas câmeras de segurança do bar onde Heloísa e Saboia se encontraram, confirmam que os dois deixam o local juntos, por volta das 04h16.

Após a morte de Heloisa, Michael mandou mensagem para seu tio que se dirigiu até onde ele se encontrava e este lhe mostrou o corpo da vítima, apesar de ter negado tê-la matado, depois disso.

Segundo a perícia, a morte de Heloísa foi provocada por as,fixia decorrente de ação contundente que gerou trauma na região raquimedular.

Suspeito do crime, Michel chegou a passar um período foragido, até ser preso, no Maranhão. Mas foi capturado e transferido para Manaus.

Siga o Telegram do Diário Sobralense e fique por dentro das últimas notícias de hoje.

Related

Brasil 7596588048486706019

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook



Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item