Mulher filmada em cena de sexo em show diz que foi estuprada

Desde então, a cabeleireira não consegue trabalhar, pois recebe mensagens indevidas. Créditos: DOL com informações do Correio 24 horas No úl...

Desde então, a cabeleireira não consegue trabalhar, pois recebe mensagens indevidas.

Créditos: DOL com informações do Correio 24 horas

No último dia 5 de junho aconteceu o show da dupla sertaneja Henrique e Juliano em Goiânia, mas o que chamou atenção não foi o show em si, e sim um vídeo que viralizou nas redes sociais de um casal fazendo sexo.

Receba as notícias do Diário Sobralense no seu Telegram


A cabelereira disse que virou motivo de piada no trabalho. | (crédito: Divulgação)

A mulher envolvida no ato teve seu rosto exposto, identificada pelo nome de Géssica Gomes dos Santos, cabelereira de 31 anos, e afirmou que a cena que viralizou se tratava de um estupro, e que ela não se lembra de nada, e que só descobriu que havia sido estuprada quando recebeu o vídeo no dia seguinte.

“Eu lembro de estar bebendo cerveja, depois de uma luz no meu rosto e de falar 'apaga a luz', mas não tinha noção do que estava acontecendo, muito menos de que tinha alguém filmando. […] Minha vida não é mais a mesma depois dessa exposição toda. Eu quero expor a minha versão", desabafou.

A cabelereira disse que não sabe quem divulgou as imagens, mas que sua família inteira foi afetada pela divulgação. Ela é mãe de duas meninas, uma de 7 e outra de 15 anos.

Veja também:


O homem envolvido na cena de sexo, é seu marido que também afirma não lembrar de nada, e junto ao vídeo divulgado estaria a informação que ambos ganhariam uma garrafa de uísque em troca de sexo.

“Eu jamais faria uma coisa dessas, nem uísque eu bebo. Meu marido também nunca deixaria isso acontecer. Quem filmou e enviou o vídeo divulgou [meus perfis nas redes sociais] e meu número”, contou Géssica.

Desde o ocorrido, a mulher não consegue mais trabalhar, é vítima de piadas e até perdeu clientes no salão de beleza. Segundo ela, as pessoas vão até o salão fazer piada da situação, Géssica conta que no dia 13 de junho foi a delegacia registrar um boletim de ocorrência, após ter ido a delegacia dia 7 não ter sido bem recebida pelos agentes.

"Ninguém veio me perguntar se era verdade o que estavam dizendo sobre mim. Todo mundo me julgando, não aguento mais essas piadinhas, está afetando demais a mim, minha família, meu serviço", desabafou.

Siga o Diário Sobralense no Google Notícias e acompanhe as notícias do dia em primeira

Related

Brasil 4136283352794787916

Veja também

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook

Acompanhe-nos!


Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item