Mortos na Vila Cruzeiro: cabeleireira levou tiro dentro de casa e morreu

Ação da polícia na Penha, Rio de Janeiro , deixou 25 mortos, muito deles sem ligação com crime organizado Créditos: Metro World News / Com i...

Ação da polícia na Penha, Rio de Janeiro, deixou 25 mortos, muito deles sem ligação com crime organizado

Créditos: Metro World News / Com informações do G1

Gabrielle Ferreira da Cunha, de 41 , foi morta dentro de casa (Reprodução / Facebook)

Entre os 25 mortos na operação que a polícia realizou na Vila Cruzeiro, na Penha, Rio de Janeiro, nesta terça-feira, está a cabeleireira Gabrielle Ferreira da Cunha, de 41 anos, que não tinha nenhuma ligação com o crime organizado, segundo apurou o G1.

Segundo a polícia, ela foi atingida por um tiro de arma de longa distância dentro de sua casa, na Chatuba, comunidade vizinha ao local da operação, e morreu no local. Seu corpo foi enterrado no início da tarde desta quarta-feira no Cemitério São Francisco Xavier, no Caju, zona norte do Rio.

A Polícia militar disse que soldados do Bope (Batalhão de Operações Especiais) e da Polícia Rodoviária Federal foram atacados a tiros quando iniciavam uma operação na comunidade com objetivo de prender os chefes do Comando Vermelho que se escondiam na Vila Cruzeiro. Segundo a polícia, a comunidade abrigava lideranças de facções saídas de outras favelas, como, como Jacarezinho, Mangueira, Providência e Salgueiro (São Gonçalo).

Veja também:




Entre os mortos, de acordo com a PM, pelo menos 15 eram procurados pela polícia por ligação com o tráfico de drogas.

Sobre a morte da cabeleireira, o governador do Rio, Cláudio Castro, disse, em postagem no Twitter:

“Quem aponta uma arma contra a polícia está apontando uma arma contra toda sociedade. Isso jamais vamos tolerar. Eu luto por um Rio de paz. Toda morte é lamentável, mas todos sabemos que nossas responsabilidades impõem que estejamos preparados para o confronto.”

Representantes do Ministério Público Federal e do Rio de Janeiro abriram investigação para apurar a conduta da polícia e possíveis violações. Os procuradores solicitam às polícias envolvidas na ação informações sobre número de agentes, qualificação, relatório final e detalhado da operação e local da realização do resumo e cópia da ordem de serviço da operação.

Siga o Diário Sobralense no Google Notícias e acompanhe as notícias do dia em primeira

Related

Brasil 881880943988235275

Veja também

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook

Acompanhe-nos!


Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item