Vídeo: casal agride médica do Entorno após ela negar atestado de Covid

Homem e mulher de Santa Maria (DF) não apresentaram teste da doença e chegaram ao centro de saúde de Novo Gama (GO) pedindo atestado médico ...


Homem e mulher de Santa Maria (DF) não apresentaram teste da doença e chegaram ao centro de saúde de Novo Gama (GO) pedindo atestado médico

Foto: Reprodução

Goiânia – Um casal do Distrito Federal foi autuado nessa quinta-feira (27/1), após agredir uma médica do Centro de Referência da Covid-19 de Novo Gama (GO), no Entorno do Distrito Federal, localizado no bairro Mont Serrat.

Foto: Reprodução

O homem e a mulher de Santa Maria (DF) chegaram ao local pedindo um atestado médico da Covid, mas não apresentaram o exame com resultado positivo para a doença e teriam se negado a fazer um teste rápido no local.

Sem o documento que embasasse a emissão do atestado, a médica do Centro de Referência se negou a fazer o que o casal pediu e foi alvo das agressões. Tudo foi registrado em imagens por pessoas que estavam no local. Além da médica, outros servidores e pessoas que trabalham na unidade de saúde também sofreram lesões.

Veja o vídeo:




Conforme testemunhas, o atestado seria para a mulher do casal. Ela disse que havia feito o teste numa farmácia do DF e que o resultado tinha sido positivo. A médica pediu para que ela mostrasse o documento, mas a paciente alegou que não tinha a cópia, pois havia perdido.

Nesse momento, a profissional solicitou que um novo exame fosse feito na própria unidade de saúde e se colocou à disposição para emitir o atestado e fazer a prescrição médica, caso fosse confirmado o diagnóstico. O casal, no entanto, se exaltou e a confusão foi iniciada.

Jogou médica no chão

Conforme testemunhas, a médica foi agredida, primeiro, pela mulher e, em seguida, pelo homem. Ela foi jogada ao chão, puxada pelos cabelos e chegou a desmaiar. Um outro médico que atendia no local tentou intervir para separar a briga, quando o marido da agressora partiu para cima de outros profissionais do local.

O casal foi detido e levado para uma delegacia por homens da Guarda Municipal de Novo Gama. A médica sofreu lesões na cabeça e foi encaminhada para um hospital do DF, onde passou por exames para averiguar suspeita de traumatismo craniano. Ela foi internada e precisou ficar em observação.
Prefeitura

Em nota divulgada nas redes sociais, a prefeitura de Novo Gama repudiou o ocorrido.

“Já estamos tomando as devidas providências judiciais que estão sendo apuradas pela polícia. Repudiamos veementemente as agressões sofridas por nossos colaboradores, empenhados no trabalho de salvar vidas, e nos solidarizamos com as equipes e familiares”, diz a nota.


Veja:


Repúdio

O Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal manifestou repúdio, nesta sexta, às agressões registradas no Entorno do DF. Ele definiu o ato como inaceitável e covarde.

“Os médicos brasileiros não têm medido esforços para entregarem o melhor para toda a população e atos de violência contra profissionais da saúde são inaceitáveis e devem ser repudiados sempre”, diz trecho da nota enviada ao Metrópoles.

Além disso, o CRM-DF informou que irá oferecer auxílio administrativo e jurídico à médica agredida. Acrescentou, ainda, que “adotará as medidas cabíveis para que estes atos reprováveis não se repitam”.

Fonte: Metrópoles

Related

Brasil 2765134133290521194

Veja também

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook



Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item