Delegado da PF que já investigou o PCC vai apurar facada

A Polícia Federal (PF) definiu que o delegado Martin Bottaro Purper, que já investigou a facção Primeiro Comando da Capital (PCC), será o re...

A Polícia Federal (PF) definiu que o delegado Martin Bottaro Purper, que já investigou a facção Primeiro Comando da Capital (PCC), será o responsável por dar continuidade ao inquérito que apura as circunstâncias da facada contra o presidente Jair Bolsonaro, em 2018, praticada por Adélio Bispo de Oliveira. A informação foi divulgada pelo jornal Folha de São Paulo.


De acordo com a publicação, Purper, que está na corporação há 17 anos, ficará encarregado de buscar informações que possam esclarecer se Adélio teve a ajuda de terceiros ou agiu a mando de alguém quando atentou contra a vida de Bolsonaro. Desde a época em que o crime foi praticado, o presidente questiona o trabalho de investigação sobre o caso.

O assunto voltou a ganhar repercussão após o presidente ser internado na última segunda-feira (3), no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, por conta de uma obstrução intestinal que ainda é resultado da facada sofrida por ele há três anos.

Em novembro passado, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) determinou a reabertura do caso. Na ocasião, o tribunal autorizou que a PF investigue os dados bancários e o conteúdo do celular apreendido em poder do advogado Zanone Manuel de Oliveira Júnior, um dos defensores de Adélio, cobrança feita há bastante tempo pelos apoiadores do presidente.



Caso a decisão do TRF-1 continue válida, Bottaro Purper dará continuidade ao trabalho que estava a cargo de Rodrigo Morais Fernandes, que foi designado pelo diretor-geral da PF, Paulo Maiurino, para trabalhar por dois anos em força-tarefa em Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Purper já trabalhou em investigações de crimes praticados pela facção PCC, entre elas a Operação Cravada, deflagrada em 2019 para desarticular o núcleo financeiro da facção criminosa, e na Operação Register, que teve como foco pessoas apontadas como as responsáveis por um cadastro de integrantes do PCC.

 (Pleno News)

Related

Brasil 3869303231316833983

Veja também

Destaques da semana

Links indicados

Siga-nos no Telegram

Siga-nos no Facebook

Acompanhe-nos!


Sites Parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Sites parceiros

38ba90fa0ec5e1eb24841c49ef10895998492859
item