This is default featured slide 1 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 2 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 3 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 4 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 5 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 5 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 5 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2021

Novo Auxílio Emergencial será pago para quem recebe Bolsa Família? Entenda

Governo dá sinais de que está preparando a volta do Auxílio Emergencial para 2021. Benefício deve ser reformulado para atender um número menor de pessoas e metade dos beneficiários deve ficar de fora.

Por CAROLINE PIECZARKA

Foto: Reprodução

Depois de muita resistência, o governo federal finalmente admitiu que está estudando a volta do Auxílio Emergencial. Até o momento não existe uma definição oficial de como será esse novo auxílio, mas tanto o presidente da República, Jair Bolsonaro, quanto o ministro da Economia, Paulo Guedes, já deram declarações de que o pagamento do benefício vai voltar. Pouco se sabe sobre o valor e o número de pessoas que serão atendidas nesta nova fase. No entanto, conforme as manifestações do governo federal, já é possível adiantar que o novo Auxílio Emergencial terá um valor menor e vai chegar para cerca de 30 milhões de brasileiros.

Em entrevista na última segunda-feira, 8, o presidente Jair Bolsonaro confirmou a retomada do Auxílio. "Eu acho que vai ter, vai ter uma prorrogação", disse ele. Segundo Bolsonaro, o cenário ideal seria a economia voltar ao normal já que uma nova prorrogação, se não for feita com responsabilidade, acaba gerando "desconfiança do mercado, aumenta o valor do dólar, que vai impactar no preço do combustível. Fica uma bola de neve", disse.

Bolsonaro falou também sobre a intenção de reduzir o número de beneficiários para os novos pagamentos. "O que está sendo estudado também, uma linha de corte. Até quando a gente pode bancar isso aí? Foram 68 milhões de brasileiros que receberam. Nenhum país da América Latina criou um auxílio assim como a gente fez. O nosso endividamento hoje é de R$ 5 trilhões de reais", declarou.
Auxílio Emergencial em 2021 é aprovado por Guedes e começa em março

BENEFÍCIOS SOCIAIS

BIP: o novo auxílio emergencial em 2021

BENEFÍCIOS SOCIAIS

Novo Auxílio Emergencial deve ser para metade dos aprovados

Ainda na semana passada, o ministro Paulo Guedes informou que o Auxílio Emergencial pode voltar, mas que algumas mudanças serão necessárias. Primeiro, um filtro deverá ser realizado pelo governo para concessão do benefício futuramente. Na sua visão, os novos pagamentos devem atender à parcela mais vulnerável que não está cadastrada no Bolsa Família. Com o novo filtro, pouco mais de 30 milhões de desempregados e trabalhadores informais seriam beneficiados.

Outras mudanças também estão sendo estudadas para reformular a imagem do programa. Iniciando pelo nome que deve passar de 'Auxílio Emergencial' para 'Bônus de Inclusão Produtiva' (BIP). Dessa forma, o programa deixa de ser um mecanismo de transferência de renda e se transforma em uma assistência temporária para que os brasileiros em situação de vulnerabilidade possam ingressar novamente no mercado de trabalho. Para receber o novo auxílio emergencial BIP o cidadão terá que participar de um curso de qualificação profissional e ser associado à Carteira Verde e Amarela.

Nessa nova fase, o governo deve apresentar também um novo valor para o Auxílio Emergencial, que deve cair dos R$ 300 pagos em dezembro para R$ 200 pelo período de três meses. A ideia é que o beneficiário receba a ajuda financeira enquanto busca por um emprego e depois deixe de receber o benefício.

Público do Bolsa Família terá direito ao novo Auxílio?

Se as informações se confirmarem, o novo Auxílio Emergencial deixará de ser pago aos beneficiários do Bolsa Família. Um dos motivos é o fato de o Ministério da Cidadania estar trabalhando alguns meses na reformulação do programa social. A expectativa é que o Bolsa Família 2021 passe a atender um número maior de famílias e receba um aumento no valor do tíquete médio, que atualmente gira em torno de R$ 190,57 mensais. O novo Bolsa deve ser anunciado pelo ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, nos próximos dias já que o parlamentar irá deixar a pasta para assumir a Secretária-Geral da Presidência. Segundo ele, o projeto já estaria pronto e aguardando a autorização de Bolsonaro para ser divulgado.

O que se sabe até agora é que o novo valor do Bolsa Família deve subir para pouco mais de R$ 200 mensais, informação que ainda não foi confirmada pelo governo. "É Bolsa Família. São pessoas necessitadas que precisam desse recurso que, em média está, 190 reais. Tenho falado para a equipe emergencial, vamos tentar aumentar um pouquinho isso daí", afirmou Bolsonaro.

O novo Bolsa Família, segundo Lorenzoni, também deve passar a atender um número maior de beneficiários. A expectativa do chefe da pasta é que no primeiro mês de reestruturação do programa em torno de 100 mil famílias sejam agregadas - subindo para 14,3 milhões - com a possibilidade de ampliação nos meses subsequentes. Segundo informações do Ministério da Cidadania, a fila de espera do Bolsa Família já ultrapassa um milhão de cadastros.

Cadastro e calendário do Bolsa Família em 2021

Embora diversas mudanças sejam aguardadas para o programa, o cadastro no Bolsa Família segue da mesma forma em 2021. Para se tornar um beneficiário o cidadão deve estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) e possuir renda de até R$ 89 por pessoa ou entre R$ 89 e R$ 178 mensais para famílias com crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos. Existe ainda uma série de critérios que devem ser cumpridos pela família para continuar recebendo o benefício, veja no post abaixo.

O novo calendário do Bolsa Família para o ano de 2021 já está em andamento. O primeiro pagamento ocorreu para as mais de 14 milhões de famílias entre os dias 18 e 29 de janeiro. Já no segundo mês do ano, os beneficiários vão receber o dinheiro na conta entre 11 e 26 de fevereiro. 

Fonte: www.acheconcursos.com.br

Links indicados

Destaques da Semana: