Ceará fecha o ano de 2020 com aumento de 73.7 por cento de assassinatos

  Até o começo da manhã desta quinta-feira (31), último dia no ano, o Ceará já registrava, nada menos, que 4.162 assassinatos em 2020. São o...

 Até o começo da manhã desta quinta-feira (31), último dia no ano, o Ceará já registrava, nada menos, que 4.162 assassinatos em 2020. São os Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs) que se traduzem em homicídios, latrocínios, feminicídios e lesões corporais seguidas de óbito.


Nesta estatística também estão incluídos crimes de morte nas unidades do Sistema Penitenciários e aquelas decorrentes de intervenção policiais. Esses dois últimos itens não estão incluídos na estatística oficial.

Com 4.162 casos, o Ceará apresenta em 2020 um aumento de homicídios na ordem de 73.7 por cento em comparação a 2019, ano que apresentou 2.396 assassinatos (2.257 CVLIs, 136 mortes por intervenção policial e três crimes em presídios). A taxa mensal neste ano de homicídios em geral é de 346.8 e de 11 casos/dia.

A taxa de assassinatos de mulheres também aumentou no estado em 2020. Enquanto em 2019 foram registrados 224 casos do gênero, neste ano foram assassinadas 334, o que representou uma elevação de 49.1 por cento.

Guerra nas ruas

O mês com maior número de assassinatos no Ceará em 2020 foi fevereiro, quando o estado registrou 459 homicídios, além de sete mortes por intervenção policial, totalizando 466 óbitos. Esta alta nas estatísticas aconteceu no período em que ocorreu a greve de policiais militares no estado, deixando as ruas sem seu policiamento de rotina.

Já em abril, mês que deu início ao período de isolamento social no estado, por conta da pandemia do Covid-19, nem mesmo o “lock down” decretado em quase todas as cidades cearenses, fez diminuir a violência. Foram 439 assassinatos e mais 35 mortes por intervenção policial, totalizando 454 óbitos causados pela criminalidade.

Entre os meses de julho e setembro o estado apresentou uma seguida redução de CVLIs (297 em julho, 260 em agosto e 253 em setembro). No entanto, a partir de outubro, com o retorno gradual das atividades econômicas no estado, a estatística voltou a subir, com 322 homicídios e 14 mortes por intervenção policial (totalizando 336 mortes).

Essa evolução continuou em novembro, com 343 CVLIs e mais 10 mortes por intervenção policial, totalizando 353 óbitos (17 casos a mais que em outubro). 

Ano recorde

No recorte dos últimos cinco anos, 2020 ( com 4.162 assassinatos) aparece como o terceiro com maior número de homicídios no estado. Em 2017 foram 5.332. Em 2018, 4.788.

Em 2017, ano recorde na história da criminalidade do estado, ocorreram 5.133 CVLIs, além de 38 assassinatos em unidades penais e 161 mortes decorrentes de intervenção policial.

(Fernando Ribeiro)

Related

Ceará 5468652989416007249

Links indicados

Destaques da semana

Siga-nos no Facebook

Rádios Parceiros


Sites parceiros

GeraLinks - Agregador de links

Page Rank

seo checker

Total de visualizações

item