This is default featured slide 1 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 2 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 3 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 4 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 5 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 5 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 5 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

terça-feira, 12 de maio de 2020

Cientistas relatam que coronavírus poderia ser transmitido pelo sêmen

Pesquisadores detectaram material genético do coronavírus no sêmen de seis pacientes



O novo coronavírus: Covid-19 (Foto: Getty Images) (Foto:)

Cientistas de todo o mundo estão tentando montar um quebra-cabeça difícil sobre como o coronavírus afeta o corpo e como ele é transmitido. 

Nos últimos meses, descobriram que o vírus pode ser detectado na saliva, urina, fezes e que pode viver em algumas superfícies por três dias e no ar por cerca de 30 minutos. Agora, pesquisadores da China descobriram que o novo coronavírus, ou parte dele, pode permanecer no sêmen. Mas o artigo, publicado nesta quinta-feira (07.05) na JAMA Network Open, uma revista médica de acesso livre, não prova que o vírus possa ser transmitido sexualmente.
Os médicos testaram o sêmen de 38 pacientes no Hospital Municipal Shangqiu, na província de Henan, na China central. Todos os indivíduos, com idades entre 15 e 59 anos, já haviam testado positivo para o coronavírus. Os pesquisadores detectaram material genético do coronavírus no sêmen de seis pacientes, cerca de 16%. Quatro pacientes com amostras positivas de sêmen "estavam no estágio agudo da infecção", escreveram o Dr. Weiguo Zhao, do Oitavo Centro Médico do Hospital Geral do Exército de Libertação do Povo Chinês, em Pequim, e o Dr. Shixi Zhang, do Hospital Municipal Shangqiu em Henan. Dois estavam se recuperando, "o que é particularmente notável", acrescentaram. Fazia 16 dias desde que um dos homens havia mostrado os primeiros sintomas, de acordo com um gráfico apresentado no estudo.

Desde os primeiros dias do surto, especialistas em saúde pública vêm dizendo que, embora o coronavírus pudesse ser transmitido através do beijo, eles não acreditavam que pudesse ser transmitido sexualmente. A nova descoberta não contradiz isso. Se o sêmen for positivo para o coronavírus, isso não significa que o vírus infeccioso esteja presente, disse o Dr. Stanley Perlman, professor de microbiologia, imunologia e pediatria da Universidade de Iowa para o The New York Times.

"Esta é uma descoberta interessante, mas deve ser confirmado que existe o vírus infeccioso - não apenas um produto viral no sêmen", disse ele. "Os testes de sêmen podem ter detectado apenas fragmentos de RNA viral", acrescentou. Dr. Perlman apontou que, diferentemente do zika, que é transportado no sangue, o coronavírus infecta principalmente as pessoas por via oral ou nasal.

No momento, ainda não há evidências de que uma pessoa possa ser infectada por contato sexual ou por um procedimento de inseminação intra-uterina com espermatozóides infectados. A transmissão durante o sexo é muito mais provável pelos meios usuais: gotículas respiratórias infecciosas. Ainda assim, alguns médicos estão ansiosos por mais pesquisas sobre o coronavírus e o sêmen por outras razões.

Em todo o mundo, muitas clínicas de fertilidade pararam de aceitar novos pacientes - não apenas para reduzir o tráfego de pacientes, mas também devido a preocupações de que o esperma do doador possa infectar mulheres que tentam engravidar.

Fonte: VOGUE

Destaques da Semana:

Links indicados: