This is default featured slide 1 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 2 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 3 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 4 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 5 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 5 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

quarta-feira, 30 de outubro de 2019

As escolas estão virando verdadeiros porões da violência sexual, diz médico

O presidente do Sindicato dos Médicos, o pediatra Edmar Fernandes, veio a Sobral para acompanhar de perto as denúncias de abuso sexual contras crianças dentro do ambiente escolar. Ele visitou o garoto de 9 anos e confirmou o abuso. “O estupro está evidenciado”, disse. Segundo o Conselho Tutelar, este ano dobrou o número de denúncias de crimes sexuais contra crianças recebidas pela entidade.

Após a repercussão das reportagens do jornal Sobral Post sobre os casos de abusos contra crianças dentro de escolas de Sobral, o Sindicato dos Médicos do Ceará resolveu acompanhar de perto. A dona de casa Maria Isabel Teles da Silva (62), avó do menino, que aponta o professor da escola José Parente Prado de Ensino Fundamental, no bairro Sumaré, como seu abusador, recebeu a visita de Edmar Fernandes, presidente da instituição, que se disse sensibilizado com os relatos. Como a violência sexual aconteceu por cerca de seis meses, ele acredita que houve conivência. “Como é que durante esse tempo ninguém viu nada?”

Dona Isabel contou ao médico tudo o que ouviu do menino e afirmou que o neto não tem controle sobre o esfíncter anal, o que faz com que, vez ou outra, ele se suje as calças. A visita do profissional trouxe um pouco de alívio à família, que espera por Justiça. “Eu espero que não fique impune. Estamos passando por muito constrangimento por essa situação. Eu tenho certeza que a partir de hoje teremos mais apoio. Mais pessoas interessadas em ajudar”, disse, aliviada, a dona de casa.

A mesma sensação de apoio da avó é dividida pela tia da criança, Joise Teles de Mesquita (37), a quem o sobrinho revelou o que sofreu nas mãos do professor, por vezes seguidas, dentro das dependências da escola. O caso, levado à Polícia Civil, vem sendo investigado em sigilo. “Com a participação desse médico e o acompanhamento do Conselho Tutelar, agora, estou mais confiante que vai dar tudo certo. Que o caso vai ser resolvido”, acredita Joise.
Joise Teles, tia da garota: a família toda ficou abalada.
FOTO: Luciano Cléver

O conselheiro tutelar de Sobral Sândalo Augusto Linhares também participou da conversa. Ele tem acompanhado de perto o desenrolar do caso. “Toda a rede de proteção já foi acionada com encaminhamento de documentos, por parte do Conselho Tutelar, ao Ministério Público, ao juiz da Vara da Infância; enviamos relatórios do CREA (Centro de Referência Especializado da Assistência Social), Boletim de Ocorrência, e cópia da guia do exame feito no IML”, explica o conselheiro.

Ainda de acordo com Sândalo Linhares, “a Polícia, ainda está ouvindo testemunhas. O que deve levar uns 30 dias, segundo a delegada. O Conselho também ouviu outras crianças da escola que falavam da conduta do professor. Ele promovia jogos e outros eventos para agradar os meninos que estavam com ele, naquele período. O menino é contundente no que fala, não adianta achar que a criança está sendo induzida. Ele já relatou tudo para os profissionais que acompanharam ele, especificamente no IML, na delegacia e no psicólogo”, reforça, e adianta. “A criança, só vai comparecer agora, com ordem judicial”.
Conselheiro Sândalo Linhares e o médico Edmar Fernandes.
FOTO: Luciano Cléver

“Esse caso, é um dos que estão registrados em Sobral; quantas crianças não foram violentadas e não têm coragem de dizer, para serem investigadas”, questiona o presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará”, e reforça. “A partir de agora, a Justiça investiga o caso. Em relação à criança, já foram feitas solicitações de exames médicos. Um corpo clínico tem que investigar para saber se a criança precisa de cirurgia ou não, no que se refere à falta de controle do esfíncter anal. Essa criança já vem recebendo apoio do Conselho Tutelar, mas também deve haver um acompanhamento psicológico. O Conselho de Medicina do Ceará vai acompanhar de perto esse caso”, afirmou.

Fonte: SobralPost

links indicados

Destaques da semana

Recomendamos