This is default featured slide 1 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 2 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 3 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 4 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 5 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

quarta-feira, 1 de maio de 2019

Mãe é investigada por dopar filha para companheiro estuprar

"A mãe sabia que ele abusava e concordava com o fato”, relatou a delegada


Redação iBahia
 

Na última segunda-feira (29), a Polícia Civil de Goiás prendeu um casal suspeito de abusar sexualmente de uma jovem de 13 anos. De acordo com informações da polícia cedidas ao G1 Goiás, a adolescente era violentada pelo padrasto com o consentimento da mãe, que é companheira do suspeito. O caso aconteceu no município de Valparaíso de Goiás. 

Em entrevista ao G1, a delegada responsável pelo caso, Ísis Leal Passerini, afirmou que a mãe da vítima tinha participação nos abusos. “A mãe sabia que ele abusava e concordava com o fato. Ela participava dando remédio ou deixando a filha embriagada para que ela dormisse profundamente”, contou Passerini. Ela ainda relatou que a adolescente chegou a acordar durante os atos, mas fingia dormir por medo.
Foto: Polícia Civil/Divulgação
O casal vai responder por estupro de vulnerável, podendo pegar de 8 a 15 anos de prisão. No momento, eles estão cumprindo prisão temporária, pelos próximos 30 dias, até o caso ser remetido ao Poder Judiciário. 

Caso 

Ainda segundo informações do G1 Goiás, os abusos sexuais aconteceram entre o final de 2017 e início de 2018. A situação ficou comprovado por mensagens de celular trocadas entre o casal, em que eles falavam sobre os abusos e planejavam novos episódios.

Uma pessoa teve acesso às mensagens e fez a denúncia há uma semana. A polícia informou que os celulares dos suspeitos foram apreendidos para investigação.

links indicados

Destaques da semana

Recomendamos