Veja mais:

Ibogaína: conheça a substância que Leo Dias usará em tratamento contra drogas

Jornalista decidiu se tratar após levar um 'choque' de Silvio Santos Redação iBahia O jornalista Leo Dias finalizou o &#...

Jornalista decidiu se tratar após levar um 'choque' de Silvio Santos

Redação iBahia
O jornalista Leo Dias finalizou o 'Fofocalizando', do SBT, desta sexta-feira (14) aos prantos. O colunista do jornal 'O Dia' vai se internar em uma clínica no interior de São Paulo para iniciar um tratamento contra o vício de cocaína. Em entrevista ao 'Notícias da TV', do Uol, Leo revelou que o tratamento é baseado na bogaína, uma substância psicodélica que causa alucinações fortíssimas e pode até matar, mas tem alta eficiência no combate à dependência de cocaína, crack, álcool e maconha.

A terapia é conhecida como uma forma 'revolucionária', já que a ibogaína é um princípio ativo da iboga, raiz cultivada na África Central que estimula a produção de hormônio que promove a regeneração do tecido nervoso e estimula a criação de conexões neuronais. Isso é o que leva à produção de serotonina e dopamina, o que faz desaparecer o vício pela droga. Geralmente, é usada para tratamento de depressão, picada de cobra, impotência e até Aids.
De acordo com informações da publicação, a substância tem o poder de causar até 12h de alucinações, a sonhar de olhos abertos e identificar fatores que podem tê-lo tornado dependente químico, mas pode levar a morte. "Já me senti tantas vezes à beira da morte. Vai ser mais uma. Na verdade, estou cagando de medo. Não de morrer, mas de meu cérebro. Minha grande virtude é meu cérebro, sou um jornalista muito rápido. Morro de medo de sair zoado", disse o colunista, revelando que há registro de 20 mortes no mundo e uma no Brasil.
Para o tratamento, ele vai precisar desembolsar R$ 8.500 na primeira semana, mas pode ser necessário uma segunda internação daqui a alguns meses - ele vai ficar em uma clínica, cercado por médicos. Leo contou ainda que a ibogaína foi veio importada legalmente, com autorização do Ministério da Saúde.  
À publicação, o jornalista, que começou a usar cocaína em 2001, quando morou na Austrália, explicou que tomou a atitude de fazer o tratamento após levar um 'choque'. "Chegou aos meus ouvidos que alguns diretores do SBT cogitaram me demitir, mas Silvio Santos não deixou. Ele disse: 'Não vou demitir o rapaz. Primeiro porque ele é bom. Segundo porque ele está doente. Fui poupado da demissão porque Silvio Santos tem ciência de que estou doente. Isso me deu um choque", revelou ele, que aumentou o problema de saúde após trocar a RedeTV! pelo SBT e começar a escrever a biografia de Anitta: "eu vi minha vida mudar muito nos últimos dois anos. Virei alvo, foco, vidraça. Todos os meus problemas ficaram à mostra, além das minhas faltas".

Related

Saúde 2613233993425880876

Mais lidas

Links indicados

CURTA NOSSA PÁGINA

Seguir por Email

Confira

Sobral tec

SOBRAL NET

SOBRAL NET

R DIAS

R DIAS

pizza na pedra o mario

Elite Educação

ótica do trabalhador

item
http://go.oclasrv.com/afu.php?zoneid=2028681